Bauru e grande região

 
Regional

Jaú: pesquisa irá subsidiar licitação

Prefeitura contratou empresa para ouvir moradores de 1.200 imóveis visando à concessão do transporte público urbano

por Lilian Grasiela

15/09/2020 - 04h57

Luizinho Andretto

Desde maio deste ano, uma empresa opera o serviço de transporte coletivo de forma emergencial em Jaú

Jaú - A Prefeitura de Jaú (47 quilômetros de Bauru), por meio da Secretaria de Economia e Finanças, está realizando uma pesquisa e ouvindo moradores de 1.200 imóveis com o objetivo de preparar o processo de licitação ou parceria público-privada (PPP) visando à concessão do transporte coletivo urbano. Desde maio deste ano, uma empresa opera o serviço emergencialmente na cidade, com contrato válido por 180 dias.

Para fazer a pesquisa, que teve início neste domingo (13), o município contratou a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), por dispensa de licitação, pelo valor de R$ 2.399.540,00.

A justificativa usada para a dispensa foi o fato de a Fipe ser uma instituição brasileira incumbida regimental ou estatutariamente da pesquisa, do ensino ou do desenvolvimento institucional, com inquestionável reputação ético-profissional, e sem fins lucrativos.

"A pesquisa será realizada em 1.200 domicílios por 12 pesquisadores devidamente identificados, que percorrerão a cidade para conhecer melhor como as pessoas se deslocam e para planejar soluções para a mobilidade em todos os seus modos", diz a prefeitura em nota.

"Essa fase é de levantamento das informações. É necessário que todos respondam com muita atenção ao questionário, pois, a partir dessa pesquisa, serão apuradas todas as coordenadas para o edital de licitação", explica a secretária de Economia e Finanças, Silvia Helena Sorgi. "Iremos divulgar essas informações e fazer audiências públicas. Todo o processo terá a participação popular".

O morador que tiver alguma dúvida em relação à visita dos pesquisadores, que estarão devidamente identificados com crachás, pode telefonar para os números (14) 99103-3945 ou (14) 3602-1769 e falar com Ana Beatriz Marchesini, funcionária da Secretaria de Projetos.

SENTENÇA

No início deste mês, conforme divulgado pelo JC, a Defensoria Pública obteve sentença favorável em ação civil ajuizada em face de a Prefeitura de Jaú ter reajustado a tarifa de R$ 3,50 para R$ 4,00, em julho de 2019. Segundo a decisão, o Executivo não poderá conceder outro reajuste ou revisão tarifária até que tenha concluído a concessão regular do serviço mediante licitação. Além disso, qualquer processo de reajuste deve contar com participação popular e ampla divulgação prévia.

 

Ler matéria completa