Bauru e grande região

 
Regional

Cidades têm diferença pequena

Margem entre os eleitos e segundos colocados chamou a atenção em Uru, Iacanga, Agudos, Getulina e Brotas

por Marcele Tonelli

17/11/2020 - 05h00

Divulgação

Em Agudos, Fernando Octaviani derrotou o atual prefeito e candidato Altair da Saúde com diferença de 62 votos

Com margem de votos apertada até o fim da apuração, a Eleição 2020 na região teve clima acirrado de disputa em algumas cidades. Chamaram a atenção as diferenças numéricas entre os prefeitos eleitos e os segundos candidatos mais votados nas cidades de Agudos, que teve diferença de 62 votos; Iacanga, que teve margem de 27 votos; Getulina, que teve diferença de 23 votos; Uru, que terminou a apuração com apenas 16 votos de diferença; e Brotas, que teve margem de 70 votos no resultado final.

Em Agudos, Fernando Octaviani (MDB) derrotou o atual prefeito e candidato Altair da Saúde (Republicanos) com 7.655 votos (36,03% dos votos válidos), contra 7.593 (35,74%) do adversário.

Em Iacanga, Eli Cardoso (DEM) foi eleito com margem apertada de votos válidos: 3.325(50,20%). A Dra. Fátima Pinheiro (PSDB) teve 3.298 votos (49,80%).

Toninho Maia (PSDB) foi eleito em Getulina com 2.418 votos (43,20%) em disputa acirrada com Tadeu, do PSB, que conquistou 42,79% dos votos válidos (2.395 votos).

Com 688 votos (50,59% dos votos válidos), Robson Forte (PSDB) foi eleito em Uru, após disputa acirrada com Emerson Sousa (PTB), que obteve 672 votos (49,41%).

Em Brotas, Leandro Corrêa (DEM) também foi eleito com votação apertada. Ele obteve 4.367 votos (36,94%) contra 4.297 votos (36,34%) de Leca Berto, do PSDB.

Em Mineiros do Tietê e Reginópolis, eleitos estão 'sub judice'

Na região, dois prefeitos eleitos seguem "sub judice" junto ao TSE. E a situação das cidades é indefinida, mesmo diante do pleito. Em Reginópolis, Carola (MDB) recebeu 1.772 votos (46,73%), mas enfrenta disputa jurídica em razão de uma condenação criminal. Em Mineiros do Tietê, Gustavo Chitinha (PSL) teve 2.800 votos (41,99%), mas também segue como ‘anulado sob judice’ por condenação criminal. Nesta segunda (16), os cartórios eleitorais não funcionaram para atualização da condição dos candidatos.

Ler matéria completa