Bauru e grande região

 
Regional

Radar é desativado e gera reclamação em Boraceia

Novos equipamentos serão instalados após conclusão de estudos, segundo a Artesp

por Marcele Tonelli

27/11/2020 - 05h00

WhatsApp/Reprodução

Radar ficava em trecho de declive da rodovia SP-261, na altura do trevo de entrada para Boraceia

Boraceia - A desativação de radares na rodovia César Augusto Sgavioli (SP-261) tem gerado reclamação em Boraceia (41 quilômetros de Bauru). O prefeito Marcos Bilancieri diz que tem recebido queixas de munícipes de que o trevo de entrada da cidade, que era dotado de radar, ficou mais perigoso após a retirada do equipamento, que foi feita há, aproximadamente, duas semanas após nova concessionária ter assumido o trecho.

Segundo Bilancieri, o trevo tem registrado situações envolvendo abuso de velocidade com frequência nos últimos 15 dias. "Foram anos de luta para um radar ser colocado ali. Agora, mais de oito anos depois, eles tiram de uma hora para a outra. Muitos condutores pararam de respeitar os 80 quilômetros por hora", comenta Bilancieri. "A Artesp deveria ter previsto no contrato com a nova empresa a instalação de um novo radar assim que o antigo fosse retirado. Pelo que eu soube, a Eixo têm prazo de um ano para isso", acrescenta.

O trecho em questão é de declive e, conforme o prefeito, cerca de 45% da população da cidade reside do outro lado da rodovia. "É um trevo movimentado e não há nenhum outro dispositivo ali que ajude a reduzir a velocidade", critica o prefeito.

Em nota, a Agência do Estado de São Paulo (Artesp) informou que a Eixo-SP, concessionária que assumiu a administração da rodovia SP-261 em 6 de junho deste ano, tem realizado novos estudos técnicos para identificar os locais críticos e, dessa forma, instalar equipamentos de fiscalização de velocidade que potencializam os benefícios agregados à segurança viária.

"A instalação dos novos equipamentos deve ocorrer tão logo os estudos estejam concluídos", afirma a agência.

Ler matéria completa