Bauru e grande região

 
Regional

Aumento de casos já preocupa região

Prefeito de Santa Cruz sinaliza que comércio pode fechar na próxima semana; em Jaú, confirmações subiram 28%

por Marcele Tonelli

27/11/2020 - 05h00

Sergio Fleury/Jornal Debate/Arquivo

Santa Casa de Santa Cruz do Rio Pardo está lotação de leitos reservados para Covid-19

O aumento de casos da Covid-19 já preocupa cidades da região de Bauru. Em Santa Cruz do Rio Pardo, o prefeito Otacílio Parras Assis (PSB), em vídeo divulgado em suas redes sociais nesta quinta-feira (26), afirmou que a cidade vive aumento recorde da doença e sinalizou que o comércio pode fechar na próxima semana. Em Jaú, a prefeitura também lançou alerta para a população de que o número de confirmações da doença cresceu 28% e o de internações 30% na segunda semana de novembro, em comparação com a primeira (leia mais abaixo).

Nesta quinta (26), a Santa Casa de Misericórdia de Santa Cruz atingia superlotação com 32 pessoas internadas, sendo 28 em leitos clínicos e 4 em Unidades de Terapia Intensiva (UTI), duas delas em estado gravíssimo, segundo informou o prefeito Otacílio Parras.

No último balanço, a cidade contabilizava 1.006 casos confirmados de Covid-19, doze a mais que na última terça (24). Destes, 898 pessoas estão recuperadas e 8 morreram. 81 pacientes aguardavam exames. "Vivemos uma fase crítica entre julho e agosto, mas tínhamos menos pacientes e menos novos casos do que agora. Hoje, chegamos ao máximo", alerta o prefeito.

Diante da situação, ele diz que Santa Cruz corre o risco de, na próxima semana, fechar academias, food trucks, lanchonetes, restaurantes, bares, lojas e escritórios.

"Achamos que a população tinha aprendido a ficar em casa, mas não aprendeu. O brasileiro aprendeu a desprezar a doença", ressalta o prefeito, alertando proprietários de estabelecimentos do ramo alimentício para que não reponham o estoque de perecíveis neste final de semana. "É quase certeza que fecharemos tudo", acrescenta Otacílio.

AVALIAÇÃO NA SEGUNDA

O prefeito, contudo, diz que aguardará a avaliação do governo do Estado, que será divulgada nesta segunda (30). "Podemos ser até mais restritivos. A atitude terá que ser radical para proteger Santa Cruz, principalmente a Saúde", cita o prefeito. Ele revelou que funcionários do hospital da cidade teriam pedido demissões nos últimos dias com medo da contaminação.

Ainda na gravação, Otacílio antecipou que suspenderá o ponto facultativo da prefeitura do final do ano e disse que aumentará a fiscalização pela cidade.

JAÚ

Já a Prefeitura de Jaú diz que, na segunda semana de novembro, houve aumento de casos confirmados em 28% em relação à primeira semana de novembro. Já as internações aumentaram 30% no mesmo período. "Somente entre os dias 22 e 24 de novembro houve a metade do número de internações da semana anterior. Tudo isso mostra que a transmissão está aumentando. A população tem relaxado com as medidas de prevenção. As aglomerações têm sido mais frequentes, desrespeitando as orientações de distanciamento social e o uso de máscara. E os protocolos sanitários não têm sido respeitados por alguns estabelecimentos", alertou em nota a secretária de Saúde, Marcia Nassif.

Ler matéria completa