Bauru e grande região

Regional

Surto de Covid leva à reunião com asilos

Encontro em Botucatu ocorreu um dia após a divulgação de que cuidadora e oito moradores de residência terapêutica municipal testaram positivo

por Lilian Grasiela

14/01/2021 - 05h00

Prefeitura de Botucatu

Pardini e secretário André Spadaro reforçaram a prevenção

Botucatu - Nesta quarta-feira (13), um dia após a divulgação de um surto de Covid-19 em uma residência terapêutica municipal de Botucatu (100 quilômetros de Bauru), a prefeitura reuniu-se com proprietários e representantes de Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPIs) locais, como casas de repouso e asilos, com o objetivo de fortalecer as medidas de combate à disseminação do novo coronavírus.

O encontro contou com as presenças do prefeito Mário Pardini e do secretário municipal de Saúde, André Spadaro. Na noite desta terça-feira (12), durante a divulgação do boletim diário da doença, o secretário revelou que uma cuidadora e oito moradores de uma residência terapêutica municipal haviam testado positivo para a Covid-19 por meio do método RT-PCR.

Segundo Spadaro, a funcionária foi afastada de suas atividades e está cumprindo quarentena, assim como sete moradores, que não tiveram sintomas. Todos são monitorados por equipes da Saúde. Uma moradora do local, de 70 anos, que apresentou quadro moderado da doença, está internada na enfermaria do Hospital das Clínicas (HC). Um nono morador testou negativo.

De acordo com Pardini, a reunião busca reforçar a necessidade do cumprimento de medidas de prevenção ao contágio do novo coronavírus. "São cerca de 90 dias para conseguirmos imunizar esta população acima de 60 anos, a mais frágil, e que representa mais de 80% dos óbitos do município", diz. "É fundamental que a população que mora nessas instituições receba total proteção até a chegada da vacina".

O secretário de Saúde ressalta que, desde o início da pandemia, a prefeitura tem realizado a testagem das equipes que atuam nas instituições de longa permanência. "A população que reside nesses espaços é mais frágil e, por isso, precisamos manter total atenção. Pedi para que essas instituições continuem cumprindo com suas responsabilidades, mesmo com a vacina estando tão perto de se tornar realidade", declarou.

Ler matéria completa