Bauru e grande região

Regional

Botucatu atuará contra aglomerações

Polícias Militar e Civil e GCM agirão com foco na orientação para garantir que as pessoas não fiquem nas ruas após as 22h

21/01/2021 - 05h00

Prefeitura de Botucatu

Delegado seccional, Lourenço Talamonte Netto; secretário de Segurança, Marcelo Emílio de Oliveira; e comandante interino do 12º BPM-I, Alexander Cagliari anunciam as medidas

Botucatu - As Forças de Segurança de Botucatu anunciaram na manhã desta quarta-feira (20) ações que serão realizadas na cidade visando à prevenção de aglomerações em espaços públicos após as 22 horas. Nesta terça-feira (19), a prefeitura publicou decreto que, entre outras regras, proíbe a permanência de pessoas em estabelecimentos não essenciais e espaços públicos ou privados a partir deste horário, bem como o consumo de bebidas alcoólicas em espaços públicos. Ontem à noite, começou a vacinação nos asilos e demais profissionais de saúde.

Segundo o Executivo, as Polícias Militar e Civil e a Guarda Civil Municipal (GCM) irão priorizar a orientação e a fiscalização e o trabalho terá como alvo praças e pontos de movimentação na área urbana, além da região dos balneários (Vitoriana, Rio Bonito, Mina, Porto Said e Alvorada da Barra) e zona rural.

"É bom deixar claro que não existe um toque de recolher na cidade, mas sim um grande trabalho de conscientização para que cada um evite aglomerações e se proteja. Não queremos levar ninguém para a delegacia, será um trabalho de orientação. Porém, nossas equipes estão prontas, caso seja necessária ação de repressão", ressalta o major da PM Alexander Cagliari, comandante interino do 12º BPM-I de Botucatu.

Além do trabalho em conjunto com a PM, a prefeitura ressalta que a GCM terá importante participação na fiscalização dos supermercados. Pelo novo decreto, apenas uma pessoa por família poderá entrar nesses estabelecimentos, que deverão medir a temperatura dos consumidores, disponibilizar álcool em gel para clientes e funcionários e fazer a higienização frequente de carrinhos e cestas.

"Com rigor, fiscalizaremos tudo isso e seremos implacáveis na aplicação de multas, se necessário. Ao mesmo tempo, prestaremos apoio à PM e à Polícia Civil nas ações pela cidade", cita o secretário municipal de Segurança, Marcelo Emílio de Oliveira. A GCM também seguirá fiscalizando o cumprimento da quarentena pelos pacientes com Covid.

No caso de descumprimento, boletins de ocorrência serão registrados. "Já são mais de 40 inquéritos policiais instaurados para investigar e possivelmente punir as pessoas que, mesmo contaminadas com o coronavírus, deixaram suas quarentenas e percorreram a cidade. A Polícia Civil continuará atenta a essas situações para agir com rigor", afirma o delegado seccional, Lourenço Talamonte Netto.

Ler matéria completa