Bauru e grande região

Regional

Região começa vacinação contra Covid

Com poucas doses, municípios priorizaram a imunização de profissionais que atendem diretamente pacientes com a doença

por Lilian Grasiela

22/01/2021 - 05h00

Prefeitura de Lençóis Paulista

Enfermeira Fernanda Ayub foi a primeira a receber o imunizante em Lençóis Paulista

Com o recebimento de doses da vacina contra a Covid-19 do Instituto Butantan, muitas cidades da região iniciaram nesta quinta-feira (21) a imunização dos profissionais de saúde que atuam na linha de frente de combate à doença. Em alguns municípios, como Botucatu, idosos que vivem em casas de repouso, asilos e residências terapêuticas também receberam o imunizante.

Em Agudos (13 quilômetros de Bauru), a primeira vacinada foi a enfermeira Chilerne Lopes, que completou 48 anos ontem. Ela trabalha na linha de frente de combate ao coronavírus, no Centro de Referência para Síndromes Respiratórias (Centro Covid). O município recebeu 1 mil doses da vacina. "Nessa primeira etapa, a programação está direcionada aos profissionais ligados à área da saúde na fronte direta contra a Covid-19. Além desses profissionais, serão contemplados os idosos que moram em entidades de longa permanência. Aqui, nós temos o Abrigo Vicentino e o Lar dos Desamparados", conta o secretário de Saúde, Carlos Thirone. "A próxima etapa será nas outras classes de saúde, médicos, enfermeiros e demais profissionais que não estão no trabalho direto de combate ao coronavírus".

Em Lençóis Paulista (43 quilômetros de Bauru), que recebeu 680 doses da vacina, a primeira pessoa a ser imunizada foi a enfermeira Fernanda Ayub, que perdeu um irmão para a Covid. Segundo a prefeitura, ela foi escolhida por ser uma das profissionais de saúde com mais tempo de trabalho e também por atuar em uma das unidades voltadas ao atendimento exclusivo de pacientes com a doença. A auxiliar de enfermagem Ivane Regina de Lemos Afonso foi escolhida para realizar a aplicação da vacina na largada da campanha municipal. Inicialmente, segundo o secretário de Saúde, Ricardo Conti Barbeiro, serão priorizados os profissionais que trabalham nas unidades que atendem Covid, funcionários do PAC, Hospital NS Piedade e UPA e cuidadores das clínicas de idosos e do asilo.

Em Pirajuí (58 quilômetros de Bauru), a primeira vacinada foi a enfermeira Célia Regina Borges, uma das profissionais com mais tempo de casa no serviço público. Ela atua no Posto de Saúde Central "Dr. Jorge Meirelles da Rocha".

Em Bariri (56 quilômetros de Bauru), que recebeu 400 doses da vacina, a imunização começou pelo médico mais antigo da rede municipal de Saúde, o ortopedista Virgílio Kouzo Kataoka. "Até a pessoa criar os anticorpos necessários, até toda a população ser vacinada, teremos de continuar tomando nossos cuidados, utilizando máscaras, fazendo a higienização pessoal e mantendo o distanciamento social", declarou.

Em Reginópolis (70 quilômetros de Bauru), a primeira vacinada foi a técnica de enfermagem Nair de Juli, que trabalha na rede municipal de saúde. Paulistânia (48 quilômetros de Bauru) também iniciou a vacinação ontem. A primeira a receber a dose da vacina contra a Covid foi a auxiliar de enfermagem Neusa Maria Colette que, há anos, se dedica ao programa de imunização do município.

Em Pederneiras (26 quilômetros de Bauru), as 440 doses iniciais terão como destino profissionais da saúde que atuam no combate à Covid. As aplicações serão feitas por equipe itinerante, na Santa Casa e unidades de saúde. A primeira pessoa imunizada foi a enfermeira Maria Helena Pavanini, que trabalha há 33 anos na Santa Casa e há 21 anos na prefeitura e está em contato direto com pacientes com suspeita da doença.

MAIS CIDADES

Em Garça (70 quilômetros de Bauru), as primeiras 600 doses serão aplicadas nos profissionais da UPA, Samu e ala de tratamento da Covid no Hospital São Lucas, além dos idosos e funcionários do Lar dos Velhos Frederico Ozanan. A auxiliar de limpeza da UPA Aparecida de Fátima Pereira da Silva, de 64 anos, que há 25 anos trabalha do setor da saúde em Garça, foi a primeira profissional a ser imunizada.

Em Lins (102 quilômetros de Bauru), o primeiro a ser vacinado contra a Covid foi o secretário de Saúde Orrelio Justiano Rocha, 85 anos, que também atua no corpo clínico de um dos hospitais de referência no combate à doença. O município recebeu 1.400 doses da vacina, que serão disponibilizadas, nesse primeiro momento, a profissionais da saúde dos Postos de Atendimento Covid, Santa Casa e hospitais particulares.

Em Santa Cruz do Rio Pardo (90 quilômetros de Bauru), a campanha começou na Santa Casa. O primeiro a receber a vacina foi o médico Jonas Jovanolli, diretor clínico do hospital, que atua no enfrentamento da pandemia desde março do ano passado. A cidade recebeu 600 doses do imunizante, que serão usadas para vacinar profissionais que estão na linha de frente do combate ao coronavírus.

São Manuel (69 quilômetros de Bauru) recebeu nesta etapa 480 doses da vacina, que serão destinadas a equipes que atuam na linha de frente no combate ao coronavírus, além de idosos residentes na Pousada da Colina e profissionais que prestam serviço no local. A primeira a receber a vacina na cidade foi a técnica de enfermagem Patrícia Fernanda de Oliveira Costa, 29 anos, que trabalha na Central Covid.

"Enquanto aguardamos a chegada de novas doses, tivemos que priorizar a vacinação dos profissionais que atuam no atendimento direto e nas pessoas idosas mais vulneráveis, já que o quantitativo enviado, no momento, foi insuficiente", conta a diretora de Saúde, Patrícia Rossanesi.

PRIMEIRAS

Em Jaú (47 quilômetros de Bauru), a vacinação começou ainda na noite de quarta-feira (20). A técnica de enfermagem Mara Regina Santangelo, de 58 anos, foi a primeira a ser imunizada contra o coronavírus, na sede da Secretaria da Saúde, no mesmo prédio onde funciona o PA São Judas, unidade de referência para atendimento de casos suspeitos e confirmados da doença na cidade.

Segundo o secretário de Saúde, Rodrigo de Callis Brandão, a vacinação começou por profissionais da linha de frente da Covid. Os próximos serão trabalhadores de entidades para idosos e deficientes e aqueles que atuam nas UTIs e ambulatórios da Santa Casa e do Hospital Amaral Carvalho (HAC). Jaú recebeu lote com 2.960 doses da vacina, que devem ser aplicadas até o meio da semana que vem.

Em Botucatu (100 quilômetros de Bauru), onde a campanha também começou nesta quarta, profissionais de saúde e moradores de casas de repouso, asilos e residências terapêuticas foram imunizados.

A primeira idosa a ser vacinada na cidade foi Olinda Camargo, 99 anos, moradora mais antiga do Asilo Padre Euclides. Nesta quinta-feira (21), a prefeitura concluiu a aplicação das doses para este grupo.

Ler matéria completa