Bauru e grande região

Regional

Garça centraliza atendimento para Covid

Pederneiras também anunciou criação de unidade de referência para a doença

por Lilian Grasiela

23/01/2021 - 05h00

Garça - Em razão do aumento nos casos confirmados de Covid-19 em Garça (70 quilômetros de Bauru) nos últimos dias, a prefeitura anunciou que irá priorizar e centralizar em um único local o atendimento inicial aos pacientes com sintomas da doença. O objetivo é garantir uma maior eficiência no diagnóstico, diminuindo a possibilidade de contato entre as pessoas e, consequentemente, a elevação nas transmissões.

"Estamos criando um centro de referência da atenção básica para a Covid-19. Será implantado na estrutura física da unidade Glenda Rodella Dumas, localizada na rua São João, 165, no antigo hospital Samaritano, e receberá todos os pacientes com sintomas respiratórios ou gripais em casos leves, e que podem ser relacionados à doença", explicou o prefeito João Carlos dos Santos.

De acordo com a prefeitura, o centro de referência começará a atender a partir da próxima semana e funcionará 12 horas por dia, sem intervalo para almoço, das 7h às 19h, de segunda a sexta-feira, e, aos sábados, das 7h às 13h, fechando aos domingos. Este serviço será oferecido, inicialmente, por oito semanas, a partir do dia 25. Se necessário, o prazo será prorrogado.

A orientação do município é para que a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), que funciona 24 horas, seja procurada nos horários em que o centro de referência não estiver funcionando, ou seja, de segunda a sexta, após às 19h, aos sábados, a partir das 13h, e aos domingos, durante todo dia. A triagem de casos suspeitos de Covid na UPA é feita separadamente da urgência e emergência de outras enfermidades.

PEDERNEIRAS

A Prefeitura de Pederneiras (26 quilômetros de Bauru) também anunciou a criação, nesta quinta-feira (21), de central de referência para síndromes gripais, categoria de doenças na qual a Covid-19 está inserida, na UBS "Julio Bertolini", no bairro Michel Neme. "Todos os pacientes que apresentam sintomas serão atendidos nessa unidade com uma equipe exclusiva. Os pacientes serão testados e avaliados pelo médico, saindo da unidade já com a medicação e tratamento corretos", explica a secretária de saúde, Paula Gomes.

Ler matéria completa