Bauru e grande região

Regional

Região seguirá fase vermelha

Na maioria das cidades, decretos só serão publicados na semana que vem; Barra Bonita e Jaú já definiram novas regras

por Lilian Grasiela

23/01/2021 - 04h53

Reprodução/Facebook

Prefeito de Barra Bonita, Zequinha Rici, já publicou decreto com as regras da fase vermelha

Nesta sexta-feira (22), a região do Departamento Regional de Saúde de Bauru (DRS-6), que abrange 68 cidades, a maioria na área de cobertura do Jornal da Cidade, foi rebaixada para a fase vermelha do Plano São Paulo. As mudanças entrarão em vigor na segunda-feira (25). Prefeitos de alguns municípios ouvidos pela reportagem disseram que irão seguir as determinações do governo paulista. Porém, decretos com as novas regras só deverão ser publicados a partir de domingo (24). Jaú e Barra Bonita já se anteciparam e definiram as normas para esta fase (leia abaixo). A região do Departamento Regional de Saúde 9 (DRS-9) de Marília, que abrange 62 cidades, também se manteve na fase vermelha.

Ontem, os Executivos de Botucatu, Lençóis Paulista, Iacanga, São Manuel, Bariri, Boraceia, Barra Bonita e Jaú informaram que manterão abertos apenas os serviços essenciais. Agudos afirmou que está avaliando algumas adequações. Pelo Plano São Paulo, na fase vermelha, só podem funcionar estabelecimentos como farmácias, mercados, padarias, lojas de conveniência, bancas de jornal, postos de combustível, lavanderias e hotelaria.

Os demais comércios e serviços não essenciais só podem atender em esquema de retirada na porta, drive thru e entregas por telefone ou aplicativos. "Uma segunda onda de coronavírus atingiu o mundo e os seus efeitos também atingiram o Brasil e o Estado de São Paulo. O aumento no número de casos, internações e óbitos é extremamente preocupante", declarou o governador João Doria. As medidas vão vigorar até dia 7 de fevereiro.

COLETIVA

O prefeito de Lençóis Paulista, Anderson Prado, convocou uma coletiva de imprensa para domingo, às 10h, para anunciar as novas regras. Até lá, as regras de funcionamento dos serviços na cidade não irão sofrer alterações. "Mais uma vez, apesar dos nossos esforços, estamos submetidos à fase vermelha pelo esgotamento da rede de saúde da região", declarou Prado.

"Em Lençóis, manteremos todos os mecanismos de combate à pandemia em plena atividade. Além disso, iremos criar mais cinco leitos semi-intensivos para não sobrecarregar o sistema, em parceria com o Hospital Piedade, com recursos do município. Seguiremos o Plano São Paulo por questões constitucionais, jurídicas e sanitárias, com o diálogo aberto aos setores da economia".

NOVOS DECRETOS

Em Barra Bonita, decreto do prefeito José Luis Rici suspendeu atendimento presencial nos estabelecimentos não essenciais, como bares, restaurantes, comércio e salões de beleza. Em novembro, na cidade, a média diária era de dois novos casos de Covid, número que saltou para 7 em dezembro e 26 em janeiro.

Em Jaú, decreto publicado ontem pelo prefeito Ivan Cassaro também proíbe o funcionamento dos serviços não essenciais a partir de segunda. Outro decreto suspende as aulas presenciais no município nos meses de janeiro e fevereiro. Em Barra Bonita, as aulas presenciais só serão retomadas em 15 de fevereiro.

Ler matéria completa