Bauru e grande região

Regional

Vacinação pode ter esquema de eleição

Prefeitura de Botucatu solicitou à Justiça Eleitoral apoio para fazer a imunização em um só dia, nas seções eleitorais

por Lilian Grasiela

04/05/2021 - 05h00

Google/Reprodução

Justiça Eleitoral de Botucatu disse que recebeu pedido da prefeitura para apoiar vacinação em massa

Botucatu - A vacinação em massa da população adulta de Botucatu (100 quilômetros de Bauru), prevista para ocorrer este mês, como parte de pesquisa para avaliar a efetividade da vacina da Oxford/AstraZeneca e sua eficácia em relação às novas cepas do coronavírus, poderá ser feita em apenas um dia, em parceria com a Justiça Eleitoral, com uma estrutura semelhante à usada nas eleições.

O JC apurou que uma das hipóteses que está sendo analisada pela Prefeitura de Botucatu é a utilização das escolas, e de suas "seções eleitorais", como "salas de vacinação". Além de aproveitar o espaço físico das zonas eleitorais, a imunização neste formato, com possível exigência de apresentação do título de eleitor, ajudaria a evitar fraudes, como busca do imunizante por pessoas de outras cidades.

A prefeitura confirma que consultou a Justiça Eleitoral sobre essa possibilidade, mas ressalta que ainda não há decisão sobre o formato exato e diz que outras hipóteses para a aplicação da vacina também estão sendo estudadas. Em nota, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) informou que recebeu da Prefeitura de Botucatu um "requerimento de apoio na vacinação" e que "está avaliando a forma de cooperar".

Conforme divulgado pelo JC, Botucatu irá vacinar cerca de 80 mil pessoas maiores de 18 anos com doses da vacina da Oxford/AstraZeneca como parte de pesquisa proposta pela Unesp local, que será operacionalizada pelo Ministério da Saúde e parceiros nacionais e internacionais. A ação inédita, que deve durar oito meses, combina, além da vacinação, testagem em massa e sequenciamento genético de todos os casos positivos de Covid-19.

Ler matéria completa