Bauru

Regional

Aldeias de Araribá fecham rodovia em protesto a PL 490

Indígenas criticam projeto alegando que ele dificulta demarcação de terras

por Lilian Grasiela

23/06/2021 - 17h38

Chicão Terena/Divulgação

Protesto dos índios interditou rodovia que liga Avaí a Duartina

Avaí - Na manhã desta quarta-feira (23), em apoio a colegas de todo país que estão acampados há cerca de duas semanas em Brasília, indígenas da Terra de Araribá, em Avaí (39 quilômetros de Bauru), interditaram trecho da rodovia que liga o município a Duartina para protestar contra Projeto de Lei (PL) 490, que estava ontem na pauta de votação da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados.

O ato teve início às 11h e se concentrou em frente à entrada da aldeia Tereguá. Com cartazes e faixas, os indígenas criticaram a proposta, que retira do Palácio do Planalto a competência de definir a demarcação de terras indígenas e transfere essa prerrogativa para o Congresso. "Esperamos que esse PL seja derrubado e que nossa luta seja respeitada no país", disse o cacique Chicão Terena, que está no Distrito Federal.

Há cerca de duas semanas, em um movimento batizado de "Levante pela Terra", cerca de 1 mil indígenas de aproximadamente 40 etnias estão acampados em Brasília para protestar contra o PL 490. Nesta terça-feira (22), data em que a proposta seria debatida na CCJ, a mobilização foi reprimida pela polícia com uso de bombas de efeito moral. O confronto durou cerca de 50 minutos e levou ao adiamento da sessão.

Ler matéria completa