Bauru

Regional

Comitê eleva nível de segurança da Bacia do Rio Lençóis

Desassoreamento de reservatório em Macatuba permitiu alteração

22/07/2021 - 05h00

CGBH-RL/Divulgação

Desassoreamento do reservatório da PCH Lençóis foi concluído

A Câmara Técnica do Comitê Gestor da Bacia Hidrográfica do Rio Lençóis (CGBH-RL) elevou a classificação de segurança ambiental contra cheias na bacia de 62% para 67%. A mudança só foi possível em razão da finalização da primeira obra estrutural prioritária contida no Plano de Gerenciamento de Águas (PGA) - o desassoreamento do reservatório da PCH Lençóis, localizado em Macatuba, - que foi executada pela CPFL Renováveis, uma das signatárias da gestão integrada da bacia.

O engenheiro José Otávio Cella Junior, diretor de Agricultura e Meio Ambiente de São Manuel e presidente da Câmara Técnica do CGBH-RL, considera importante a busca contínua por melhores índices de segurança ambiental.

O prefeito de Macatuba e presidente do CGBH-RL, Anderson Ferreira, conta que quer manter a articulação do órgão com a iniciativa privada com o objetivo de promover mais projetos de recuperação ambiental. "Essas parcerias são importantíssimas para seguirmos trabalhando em prol da sustentabilidade ambiental e também da segurança de quem depende da bacia", afirma.

Sidnei Aguiar, especialista em recursos hídricos e vice-presidente da Câmara Técnica, afirma que os níveis alcançados de segurança ambiental, de 67%, são insuficientes. "Embora alcançando um patamar expressivo de segurança ambiental, nós estamos trabalhando com o mínimo necessário", avalia.

"Caso algum evento de cheia possa ocorrer, o sistema empregado tem condições de absorver e amenizar os eventuais impactos na área da bacia hidrográfica, mas isso não significa que os problemas estão resolvidos. Temos um longo caminho pela frente".

Ler matéria completa