Bauru

Regional

CPFL e hospital de Barra Bonita negociam contas atrasadas há 2 anos

Situação foi divulgada pela Câmara na sessão da semana passada; segundo companhia, valor da dívida chega a R$ 419 mil

por Lilian Grasiela

23/09/2021 - 05h00

Aurélio Alonso/Divulgação

Hospital e Maternidade São José, em Barra Bonita, não paga contas de energia desde setembro de 2019

Barra Bonita - A Associação do Hospital e Maternidade São José de Barra Bonita (68 quilômetros de Bauru) não paga suas contas de energia elétrica há dois anos. A situação foi divulgada pela Câmara, com base em ofício encaminhado pela CPFL. Segundo a empresa, a dívida chega a R$ 419 mil e inclui parcelas de acordo firmado em 2019 que não está sendo honrado. A administração do hospital diz desconhecer o comunicado da companhia (leia abaixo).

De acordo com Legislativo, ofício assinado pelo gerente de serviços comerciais da CPFL, Pedro Cesar Andreo de Aro, revela que contas de energia do hospital não são pagas desde setembro de 2019 e pede que o valor da dívida seja incluído na Lei Orçamentária Anual (LOA) no sentido de que sejam provisionados os recursos para garantir o pagamento. O documento também foi enviado à Câmara de Igaraçu do Tietê e ao Ministério Público (MP).

Também no ofício, segundo a Câmara, a CPFL afirma que tentou por diversas vezes solução amigável para minimizar o problema, inclusive disponibilizando projeto de eficiência energética para a entidade e propondo parcelamento da dívida, além da concessão de outros benefícios. A companhia ressaltou, ainda, que parte do prejuízo gerado pelo hospital compõe a metodologia do cálculo de revisão da tarifa, encarecendo o valor da energia.

O presidente do Legislativo, vereador Fantin (PTB), conta que participou de várias reuniões entre a empresa e o São José, que não resultaram em acordo. "Daqui a pouco, a nova dívida chegará em R$ 1 milhão, que é o valor do acordo da conta anterior", lamenta. O parlamentar explica que pretende se reunir com deputados estaduais na Capital para solicitar emendas parlamentares com o objetivo de diminuir a dívida da entidade com a CPFL.

EM CONTATO

Em nota, a CPFL Paulista informou que a dívida do Hospital São José com a empresa é de R$ 419,2 mil. "Em 2019, foi feito um acordo entre a CPFL e a instituição mantenedora do hospital. Neste momento, há duas parcelas vencidas e 37 a vencer referentes a este acordo", afirma.

"A CPFL mantém contato com o cliente por meio de reuniões e cartas de cobranças a fim de recuperar os valores, além de já ter notificado órgãos públicos competentes sobre o caso. A companhia permanece à disposição para tentar uma nova solução para o caso".

Procurado pelo JC, o gerente administrativo do hospital, José Luis Minutti, não falou sobre a dívida e disse apenas que, enquanto administrador, desconhece o comunicado feito pela CPFL à Câmara. "O interessado é a entidade e não chegou até nós esta informação", declarou.

Ler matéria completa

×