Bauru

Regional

Garça sedia concurso de cafés especiais

O evento, que será realizado nesta quinta e na sexta-feira, seleciona e premia os melhores lotes produzidos a cada ano

por Lilian Grasiela

12/10/2021 - 05h00

Éder Azevedo/JC Imagens

Os inscritos são produtores de 15 municípios que integram processo de obtenção da Indicação Geográfica (IG) da Região de Garça

Garça - Produtores de 15 municípios participam nesta quinta (14) e sexta-feira (15), no Garça Tênis Clube, do 4º Concurso de Cafés Especiais da Região de Garça (70 quilômetros de Bauru). Além de prêmios para os três primeiros colocados em duas categorias, o evento contará com palestras, exposição de patrocinadores e demonstração das ações desenvolvidas para a promoção do Turismo Rural em Garça. A presença de público será liberada a partir das 13h de quinta, mas com restrições, em razão da pandemia da Covid-19.

O concurso é realizado pelo Conselho do Café da Região de Garça (ConGarça) e pela Coordenadoria de Desenvolvimento Rural e Sustentável (CDRS), com promoção da Associação dos Produtores de Cafés Especiais da Região de Garça. Entre os apoiadores, está a prefeitura local.

Os inscritos são produtores dos municípios que integram processo de obtenção da Indicação Geográfica (IG) da Região de Garça - Garça, Vera Cruz, Gália, Fernão, Duartina, Lucianópolis, Alvinlândia, Lupércio, Ocauçu, Álvaro de Carvalho, Júlio Mesquita, Guarantã, Pirajuí, Cafelândia e Marília. Com a conquista da IG, o café da região passará a ser reconhecido pela qualidade diferenciada vinculada ao território de produção ou extração e ao conhecimento dos produtores.

Os concorrentes disputarão com lotes de café Arábica nas categorias Café Natural e Cereja Descascado. Além de premiações para os três primeiros colocados em cada categoria, todos os produtores inscritos receberão laudo de qualidade do café e certificado de participação no concurso.

"O evento já se consolidou entre os produtores como grande oportunidade para seleção e premiação dos melhores lotes produzidos a cada ano, além de servir como incentivo à constante melhoria da qualidade, como meio eficaz na conquista de mercado e agregação de valores ao produtor, estimulando, ainda, a adoção de boas práticas durante toda a cadeia produtiva", ressaltou o Executivo de Garça em nota.

"A valorização do produto pode ser percebida nas negociações que aconteceram no evento realizado em 2019, última edição presencial antes da pandemia, destacando a qualidade alcançada. Na época, enquanto a saca do café custava, em média, R$ 400,00, houve lote arrematado por R$ 1.700,00 a saca. Nesta mesma edição do concurso, vários cafés atingiram pontuações altas, chegando a 87 pontos. Ressaltando que, para ser considerado café especial, é necessário atingir acima de 80 pontos na classificação".

NOVIDADES

Nesta edição do concurso, pela primeira vez, haverá uma etapa em que os melhores lotes passarão pelo voto popular. "O público presente poderá provar e escolher o café de sua preferência", explica a prefeitura em nota. "Outra modalidade inédita durante o 4º Concurso de Cafés Especiais da Região de Garça será a escolha das melhores embalagens por um júri formado somente por mulheres".

Ler matéria completa

×