Bauru

Regional

Em Pederneiras, três escolas estaduais são fechadas por casos de Covid-19

As aulas presenciais foram suspensas por 14 dias após professores e alunos terem sido diagnosticados com a doença

por Marcele Tonelli

19/11/2021 - 05h00

Reprodução redes sociais

E.E. Professora Dinah de Moraes em Pederneiras teria 3 casos de Covid

Pederneiras - Três das nove escolas estaduais (E.E.) de Pederneiras (26 quilômetros de Bauru) foram fechadas nesta quinta-feira (18), após registrarem casos de Covid-19 entre alunos e professores. Segundo o JC apurou, as aulas ficarão suspensas por 14 dias na E.E. Professora Valéria Eliane Minguili, na E.E. Professora Dinah de Moraes e Seixas e na E.E. Comendador João Chammas.

A Secretaria de Educação do Estado confirmou, na noite desta quinta (18), que houve a interrupção das atividades presenciais em três escolas estaduais da cidade, mas não deu mais detalhes ou confirmou os nomes das unidades que foram fechadas.

O alerta sobre o fechamento foi feito pela subsede de Bauru do Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo (Apeoesp), por meio das redes sociais, no fim da tarde de ontem (18).

De acordo com o coordenador da subsede, Marcos Chagas, teriam sido registrados até seis casos positivos para Covid-19 entre professores na E.E. Comendador João Chammas. E alunos da unidade, que também apresentaram sintomas, têm sido submetidos aos exames de detecção da doença.

Na E.E. Professora Valéria Eliane Minguili, dois casos de Covid-19 teriam sido confirmados entre estudantes, e outros alunos com a suspeita do vírus aguardam exames.

Outros 3 casos da doença entre estudantes teriam sido contabilizados na E.E. Professora Dinah de Moraes. Por lá, outros alunos também com a suspeita da Covid-19 passam por testes de detecção.

"A posição da nossa subsede é de que as outras escolas também deveriam fechar, considerando todo o contexto em que, inclusive, não há mais higienização efetiva das unidades, porque houve interrupção do serviço que era prestado por terceirizadas. Algumas escolas têm apenas um funcionário para higienização e, na prática, é algo inviável ainda mais durante uma pandemia", aponta Chagas.

SEM PREJUÍZO

Em nota, a Educação estadual ressalta que, embora as escolas estejam fechadas, não há prejuízo para o aprendizado, já que "os alunos acompanham as aulas online remotamente".

Já no caso dos servidores que tiveram resultado positivo para Covid-19, o Estado informou que eles "seguem em acompanhamento pela Unidade Básica de Saúde de referência".

A pasta frisa ainda que os alunos contactantes são monitorados.

Ler matéria completa

×