Bauru

Regional

Cachorra 'assina' lei de castração em Pirajuí

Legislação criou um programa de saúde para animais que prevê, pelo menos, 50 castrações gratuitas por ano na cidade

por Marcele Tonelli

24/11/2021 - 05h00

Prefeitura de Pirajuí/Divulgação

Mascote do prefeito, Bud tem marca da pata carimbada no documento, sob olhar de Amanda

Pirajuí - Uma cachorra foi levada até a Prefeitura de Pirajuí para "assinar" uma lei municipal que instituiu na cidade um programa de castração animal. Bud, da raça golden, é a mascote do prefeito Cesar Fiala (PSDB) e foi elencada como testemunha no documento oficial, que agora tem a marca da patinha dela carimbada. O ato da "assinatura" ocorreu no gabinete da prefeitura na última sexta-feira (19). A presidente do Fundo Social de Solidariedade e noiva do prefeito, Amanda Almeida, acompanhou a mascote na cerimônia, que foi registrada com fotos e marcada por muito chamego dos donos na mascote.

A assinatura, claro, não tem valor jurídico, mas o prefeito Fiala explica ter colocado a ideia em prática como forma de ampliar a visibilidade das ações da prefeitura em prol do bem-estar animal.

"Fizemos isso como forma de demonstrar que os animais também fazem parte das nossas famílias e que a nossa gestão está preocupada com esses cuidados aos animais", ressalta o prefeito. "A Bud é como uma filha. Minha noiva me deu ela ainda filhote. Tem dias que ela chega até dormir comigo", comenta o prefeito sobre a mascote.

A lei municipal que leva a marca de Bud instituiu em Pirajuí o "Programa Saúde Animal" e prevê que o município deve dispor de metas anuais de castração gratuitas, sendo estipulada a quantidade mínima de 50 castrações/ano.

"A obrigatoriedade é de 50. Mas iremos iniciar o programa com 150 castrações, em parceria com a ONG Arca da Fé de Bauru, sem custo para o município. Mas, se necessário, faremos com recursos da prefeitura. Também já existem deputados interessados em nos ajudar com emendas para castrações", ressalta o prefeito.

As inscrições para o programa estão abertas no Centro de Referência Social (Cras) do município desde 22 de novembro e há prioridade para os animais que vivam com famílias em situação de vulnerabilidade. As castrações gratuitas terão início em janeiro de 2022.

 

Inspiração

A atitude inusitada foi inspirada na iniciativa de um prefeito de Florianópolis que, no início deste mês, também recebeu uma cachorra para "assinatura" de um projeto de lei que prevê que tutores de baixa renda recebam medicamento para tratar o cão de estimação com a moléstia. A tutora da cadela Many é a vereadora Priscila Fernandes (Podemos), autora do projeto.

 

Ler matéria completa

×