Bauru

Regional

Lençóis: Estado diz que vacina não causou parada cardíaca em menina

Investigação revelou que criança tinha doença congênita rara desconhecida pela família, o que desencadeou quadro clínico

por Lilian Grasiela

21/01/2022 - 05h00

Prefeitura de Lençóis Paulista

Vacinação infantil será retomada na terça-feira; aplicação das doses para maiores de 12 anos segue no Espaço Cultural (foto)

Lençóis Paulista - Investigação conduzida pelo Centro de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Estado da Saúde concluiu nesta quinta-feira (20) que a vacina contra Covid-19 não foi a causa da parada cardíaca sofrida na terça (18) por uma menina de 10 anos, moradora de Lençóis Paulista (43 quilômetros de Bauru). A suspeita de reação levou a prefeitura a suspender, por sete dias, a imunização infantil contra a doença na cidade. A criança segue internada em um hospital particular em Botucatu e tem quadro de saúde estável.

De acordo com a pasta estadual da Saúde, o evento adverso pós-vacinação foi descartado após estudo feito por profissionais da área. "Não existe relação causal entre a vacinação e o quadro clínico apresentado", diz o órgão em nota. "A análise realizada por mais de 10 especialistas apontou que a criança possuía uma doença congênita rara, desconhecida até então pela família, o que desencadeou o quadro clínico".

A Secretaria reforçou a importância da vacinação e reafirmou que todos os imunizantes aprovados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) são seguros e eficazes. Inclusive, ontem, a Agência aprovou o uso da CoronaVac por crianças de seis a 11 anos em todo o país. A exceção é para crianças imunossuprimidas, que devem tomar vacina da Pfizer (leia matéria completa na página 15).

Apesar da investigação ter descartado a reação à vacina, a Prefeitura de Lençóis Paulista informou que a aplicação das doses contra Covid, em livre demanda, para crianças entre 5 e 11 anos com comorbidade e deficiência permanente segue suspensa e só será retomada na terça (25). A imunização nesta sexta (21) e segunda (24) pode ser agendada por interessados na Central de Saúde pelo 0800 2691 120.

Já a imunização contra a Covid de maiores de 12 anos segue normalmente em Lençóis, com aplicação da primeira, segunda e terceira doses, de segunda a sexta, das 16h30 às 20h, na Central de Vacinação do Espaço Cultural, na rua Pedro Natálio Lorenzetti, 286, ao lado da Concha Acústica. Quem não conseguir se vacinar no local pode procurar o ESF da Maria Cristina, das 8h às 15h, para tomar o imunizante.

RELEMBRE O CASO

Conforme divulgado pelo JC, a Secretaria de Saúde de Lençóis Paulista informou que, na terça, cerca de 12 horas após ser vacinada contra a Covid, uma menina de 10 anos, que tem asma, apresentou alterações nos batimentos cardíacos e desmaiou, segundo relato do pai. Levada a uma unidade de saúde particular, ela foi reanimada e transferida para a UTI no Hospital da Unimed de Botucatu, onde segue com quadro estável.

A possível reação foi comunicada pelo município à Secretaria de Saúde do Estado, através da Vigilância em Saúde do Estado, que iniciou o procedimento de investigação. Por precaução, nesta quarta (19), a prefeitura decidiu suspender a vacinação infantil contra a Covid por sete dias. A Secretaria Municipal de Saúde também entrou em contato com os responsáveis por 46 crianças vacinadas para acompanhá-las diariamente.

 

Visita especial

No final da tarde de ontem, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, e a secretária extraordinária de Enfrentamento à Covid-19 do Ministério da Saúde, Rosana Leite de Melo, foram até o Hospital da Unimed em Botucatu visitar a menina de 10 anos que sofreu parada cardíaca após tomar a vacina contra a Covid em Lençóis Paulista. "Conversaram com a equipe médica que a atende, com o pai da paciente e depois a visitaram", informou a assessoria de imprensa do hospital. "A paciente está bem, acordada e segue sob cuidados médicos".

Ler matéria completa

×