Bauru

Regional

Roubo a banco em Araçatuba: operação tem alvo em Agudos

Polícia Federal cumpriu dois mandados de busca e apreensão na cidade

21/06/2022 - 09h30 atualizado às 05h00

Polícia Federal/Divulgação

Dois mandados de busca e apreensão foram cumpridos, na manhã desta terça (21), em Agudos

Agudos - Dois mandados de busca e apreensão foram cumpridos, na manhã desta terça-feira (21), em Agudos (13 quilômetros de Bauru), durante a 10ª fase da operação deflagrada pela Polícia Federal (PF) destinada à investigação do violento roubo ocorrido em Araçatuba, no início da madrugada do dia 30 de agosto de 2021, praticado contra as agências da Caixa e do Banco do Brasil.

Também estão sendo cumpridos outros dois mandados idênticos na Capital paulista, com o apoio da Polícia Militar (Rota), um em Indaiatuba, e três, com o apoio do Batalhão de Ações Especiais de Polícia (Baep), em Campinas, assim como quatro de identificação criminal e cinco mandados de prisão temporária.

Destes cinco mandados de prisão temporária, quatro foram cumpridos. Um dos procurados não foi encontrado e, a partir de agora, é considerado foragido da Justiça. Na casa desta pessoa não localizada, foram apreendidos aproximadamente R$ 60 mil e uma pistola calibre .380.

Segundo nota enviada pela PF, quatro dos investigados presos ontem participaram do crime fornecendo estrutura logística aos demais integrantes da organização criminosa, inclusive emprestando propriedade rural para servir de ponto de apoio para o assalto. O órgão não descarta, também, que dois deles tenham participado diretamente da ação criminosa em Araçatuba.

Ainda de acordo com a nota, outro investigado preso está intimamente entrelaçado com os principais executores do crime, que já se encontram presos, e também é possível que tenha estado presente na área central da cidade de Araçatuba, onde estão situadas as agências bancárias, atuando diretamente no roubo.

"A identificação dos investigados e as condutas praticadas por cada um deles decorre da perseverança da Polícia Federal na completa elucidação do crime. Após análises e confrontações de todos os elementos e indícios colhidos, esses indivíduos foram identificados e presos na data de hoje (ontem) após representação da PF junto à Justiça Federal em Araçatuba", informa a PF.

Com a 10ª fase deflagrada ontem, a PF já prendeu 43 investigados e cumpriu 95 mandados de busca e apreensão.

O ASSALTO

Na madrugada do dia 30 de agosto do ano passado, um grupo atacou com explosivos duas agências bancárias em Araçatuba – uma do Banco do Brasil e outra da Caixa Econômica Federal. Os criminosos também espalharam explosivos por diversos pontos.

Na fuga, houve troca de tiros com a polícia e reféns foram usados como escudo, colocados até sobre os capôs dos carros da quadrilha. Três pessoas, incluindo dois assaltantes, morreram durante a ação e ao menos três outras pessoas ficaram feridas.

Ler matéria completa

×