Bauru e grande região

Saúde

Renda-se ao chocolate

21/04/2019 - 07h00

Hoje é, oficialmente, o dia do chocolate. Muita gente já comprou (e devorou) seus ovos e barras. E hoje ainda tem muito mais. É nesse período que as pessoas costumam falar que o doce é um grande vilão para pele, causando as temidas espinhas. Mas, será mesmo?

"Não é o chocolate em si, feito com cacau, que dá espinha, mas o açúcar que existe nele. A espinha surge quando há um aumento de insulina na circulação sanguínea, induzido pelos carboidratos de altos índices glicêmicos", explica Renata Marques, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Por conta disso, é fundamental saber escolher bem o chocolate que será consumido - não só na Páscoa, como durante todo o ano. O alimento é rico em substâncias antioxidantes que ajudam a prevenir o envelhecimento e doenças do coração.

"A teobromina, substância presente no cacau, dá sensação estimulante e relaxante, e também está ligada à melhora do bom colesterol e da pressão arterial. Mas, para ter esses benefícios, é preciso consumir o chocolate do tipo amargo, com 70% de cacau pra cima: um quadradinho de 6g, diariamente, é o suficiente", orienta a nutricionista da clínica Renewmed Samara Lopes.

Em excesso, pode causar enxaqueca

Hoje é, oficialmente, o dia do chocolate. Muita gente já comprou (e devorou) seus ovos e barras. E hoje ainda tem muito mais. É nesse período que as pessoas costumam falar que o doce é um grande vilão para pele, causando as temidas espinhas. Mas, será mesmo?

"Não é o chocolate em si, feito com cacau, que dá espinha, mas o açúcar que existe nele. A espinha surge quando há um aumento de insulina na circulação sanguínea, induzido pelos carboidratos de altos índices glicêmicos", explica Renata Marques, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Por conta disso, é fundamental saber escolher bem o chocolate que será consumido - não só na Páscoa, como durante todo o ano. O alimento é rico em substâncias antioxidantes que ajudam a prevenir o envelhecimento e doenças do coração.

"A teobromina, substância presente no cacau, dá sensação estimulante e relaxante, e também está ligada à melhora do bom colesterol e da pressão arterial. Mas, para ter esses benefícios, é preciso consumir o chocolate do tipo amargo, com 70% de cacau pra cima: um quadradinho de 6g, diariamente, é o suficiente", orienta a nutricionista da clínica Renewmed Samara Lopes.