Bauru

Saúde

Lifting facial caseiro é ineficaz

Sucesso nas redes, prática não promove produção de colágeno, dizem médicos

21/11/2021 - 05h00

Pixabay

Tratamentos devem ser feitos por profissionais

Levante a mão se você já esticou a pele do rosto depois de se olhar no espelho, ou antes de fazer uma selfie, só para ver como você ficaria. Parabéns: você acabou de fazer um lifting facial em casa. Por alguns segundos, pelo menos. As informações são do New York Times.

De acordo com um relatório da Sociedade Americana de Cirurgiões Plásticos, as pessoas nos EUA gastaram US$ 16,7 bilhões em procedimentos cosméticos em 2020, quase US$ 1,9 bilhão em plástica facial. Perdendo apenas para a remodelação do nariz e a cirurgia das pálpebras, o lifting facial foi o terceiro procedimento cirúrgico cosmético mais popular, com 234.374 realizados ao longo do ano passado - um aumento de 75% em relação aos 20 anos anteriores.

Mas e se você pudesse esculpir seu rosto sem precisar de cirurgia estética, sentado no sofá de casa? Plataformas de mídia social como TikTok e Instagram estão repletas de tutoriais de beleza que oferecem maneiras de "dar um tapa" na sua aparência por meio de massagem facial, aparelhos de microcorrentes e até mesmo fita adesiva. Confira, ao lado, as principais dúvidas sobre a prática caseira.

Dúvidas comuns

lÉ possível obter resultados em casa?

Não. O que você vai conseguir em casa é apenas tratar da pele, afirmam cirurgiões plásticos.

l Os aparelhos portáteis de microcorrentes funcionam?

Dispositivos de tonificação facial de microcorrentes, como os da NuFace e Ziip, afirmam levantar e enrijecer a pele usando uma corrente elétrica de baixa voltagem para estimular os músculos faciais e a produção de colágeno e elastina. Mas os especialistas são indiferentes quanto à sua eficácia. "Não há muitos dados substanciais ou estudos bem conduzidos mostrando fortes evidências de que esses dispositivos realmente promovem a tonificação da pele", afirma Rina Allawh, dermatologista.

l Massagem facial pode ajudar?

Massagear o rosto com um pedaço de jade ou quartzo rosa pode estar em alta nas redes sociais, mas os rolos gua sha e de jade têm sido usados na medicina chinesa há séculos para mover o fluxo de "chi" (ou energia) do corpo e aliviar dores musculares e tensão, segundo Giselle Wasfie, especialista em medicina chinesa. Sua utilização pode aumentar o fluxo sanguíneo, melhorar a drenagem linfática e reduzir a inflamação e o inchaço, além de ajudar a aliviar a tensão dos músculos do rosto e da mandíbula. Mas o que ele não fará é promover a produção de colágeno ou apagar rugas, alertou.

l O que fazer em casa para ter uma aparência mais jovem?

Investir em produtos para a pele. Um retinol, tônico de ácido glicólico, soro de vitamina C e um creme com niacinamida podem "realmente fazer sua pele ficar linda em casa". E protetor solar é fundamental.

Ler matéria completa

×