Bauru e grande região

08/10/2019 - 06h00

DETALHAMENTO

Na sessão de ontem, os vereadores Coronel Meira (PSB), Telma Gobbi (Solidariedade) e Chiara Ranieri (DEM) teceram críticas contundentes ao governo Gazzetta sobre o material enviado à Câmara para explicar as obras a serem contempladas pelo financiamento de R$ 46,6 milhões. Meira e Telma ironizaram a proposta apontando falta de detalhamento dos serviços, itens, aplicação e custos.

'PORCARIA'

Chiara foi a mais enfática ao criticar os materiais, dizendo que a Seplan subestimou os parlamentares ao enviar para análise o que chamou de "porcaria". Em alfinetada à secretária Letícia Kirchenner , ela chegou a referir-se à titular da pasta como "prefeita". Presidente da Comissão de Economia, Chiara diz que o projeto não discrimina onde os recursos serão empregados e taxou como "fictícios" os valores descritos.

EM DEFESA

Líder do governo na Câmara, Markinho Souza (PP) rebateu as afirmações dizendo que o material enviado atende às expectativas, ressaltando que 73% do valor já poderiam ser aplicados assim que o financiamento fosse liberado, porque têm projetos. Ele acrescentou que uma audiência pública sobre o assunto será convocada.

PARECER

Alvo de questionamento dos parlamentares, os pareceres dos secretários de Finanças e de Negócios Jurídicos da prefeitura sobre o financiamento chegaram à Câmara durante a sessão. Roger Barude informou que irá se inteirar do conteúdo e emitir seu parecer, em reunião com a Comissão de Justiça, marcada para às 9h desta terça.

INTERCEPTORES

Foi retirado da pauta, ontem, pelo vereador Markinho Souza (PP), o Projeto de Lei que propõe a utilização de recursos do Fundo de Tratamento de Esgoto para a manutenção de interceptores e limpeza da canalização. O motivo é que o presidente do DAE, Eliseu Areco, participará de reunião da Comissão de Justiça, hoje, para sanar dúvidas sobre o assunto.

INCÊNDIOS

Sandro Bussola (PDT) foi o único vereador que usou a tribuna para falar dos episódios envolvendo os graves incêndios na cidade nos últimos dias. Ele contou que esteve no Vale do Igapó e pediu atenção às investigações, em razão da possibilidade de incêndio criminoso.

PSL E PRB

No vai-e-vem dos partidos para a montagem de chapas visando à eleição municipal de 2020, ontem estiveram em reunião os presidente do PSL, Luiz Carlos Valle, e do PRB, Eduardo Avallone. A aproximação entre ambos pode resultar em uma coligação do PSL e PRB para a eleição de prefeito. Também estiveram presentes Celso Chermont (Republicanos) e Carlos Tavares (PSL).

Ler matéria completa