Bauru e grande região

Articulistas

O outubro que nos protege

por João Pedro Feza

06/10/2019 - 06h00

Um dos traços marcantes da condição humana é acreditar. Do brasileiro, então, é esporte e devoção. Quem sou eu, isoladamente, para contrariar algo tão marcadamente cravado no DNA das nossas esperanças? Vamos acreditar, portanto, que tudo será mais leve a partir de outubro. Mais brando em relação aos tensos meses de 2019.

Afinal, foram todos com uma notícia ruim atrás da outra. É a sensação. Resisti a crer nisso. Achei que o pessoal por aí andava exagerando, mas é preciso admitir: que ano cruelmente farto de perdas, crimes, tragédias, abusos, fúrias e impropérios. A folhinha vira. Outubro: mês, segundo a tradição católica, dos anjos da guarda. De Nossa Senhora do Rosário e de Nossa Senhora Aparecida, padroeira do Brasil. Mês do Dia das Crianças. Precisamos delas contra nosso embrutecimento total.

Além do conhecido 12 de outubro da santa de Aparecida e das crianças queridas, outubro também abriga, só para citar alguns, Dia da Natureza (4), Dia Mundial dos Animais (5), Dia do Professor (15), Dia da Alimentação (16), Dia da Comunidade (20), Dia da Democracia (25), Dia Mundial de Oração pela Paz (27). Fora que outubro, da paz e dos anjos, é de férias para o empenhado escrevente aqui e de aniversário da única irmã, Renata: data pessoal de sentimento universal (amor entre irmãos também muda o mundo).

E há uma data que, de propósito, deixei por último: Dia do Direito à Vida (8). Porque o que assistimos de 2019, até agora, foram vidas valiosas interrompidas. Além de terríveis episódios recentes em Bauru e região, o que dizer de um único ano que leva, só para ficar nas figuras públicas, nomes como Bibi Ferreira, João Gilberto, Ruth de Souza, Juarez Soares, Ricardo Boechat, Clóvis Rossi, Domingos de Oliveira, Beth Carvalho.

Pô, 2019, Beth Carvalho? Justo ela que canta que o show tem que continuar? Música, aliás, de Arlindo Cruz - que segue sua batalha para exatamente isso: continuar.

Que Santo Outubro da Vez, com suas datas inspiradoras, abra um caminho menos custoso para o restante do ano. Continuemos. Acreditemos.

Ler matéria completa