Bauru e grande região

Articulistas

Sobre a necessidade das guerras e o capital

por Luciene Ferreira da Silva

15/01/2020 - 06h00

Quase todos discordam das guerras, no entanto, elas existem. No fundo resultam sempre dos conflitos entre os opressores e os oprimidos. Os opressores desejam mostrar a sua força, seu poderio bélico e sua superioridade militar para destruir os que ousam enfrentá-los. Os oprimidos, não suportando as imposições dos opressores, criam condições de enfrentamentos também violentas.

No momento, as principais bolsas de valores do planeta variam, criando valor em torno dos investimentos diretos e indiretos em armas e arsenais! Há muita gente investindo na guerra, para ganhar muito mais dinheiro! Os olhos do mundo estão voltados para um conflito que poderá demonstrar claramente o que já se sabe, o mais rico é mais destrutivo, pois investe em sua condição de "dono do mundo", independentemente da vida, o que mais interessa ao opressor é sempre ser o mais poderoso e explorar, explorar!

O dom dos homens para os que se encontram na posição de opressores não é a vida, mas a sobrevivência do status quo.

Muitas vidas são ceifadas por conta do grande capital que é capaz, por meio da indústria cultural, de idiotizar até os que, acreditando na importância e necessidade de guerras, a elas se entregam, indo para os frontes, destruir a própria vida e de quantos conseguirem matar!

Muitos enchem o peito de medalhas e se dizem democratas.

Ler matéria completa