Bauru e grande região

 
Articulistas

Nossos talentos

por Paulo Cesar Razuk

23/05/2020 - 06h00

Todos nós viemos a esse mundo com um pacote de correções para fazer e com talentos para isso, talentos que, muitas vezes, não conhecemos. Nós precisamos reconhecer esses talentos e manifestá-los para fazer as transformações necessárias a fim de tornar o ambiente em que vivemos melhor do que o encontramos ao chegar aqui. Só assim vamos crescer espiritualmente.

Cada alma tem um DNA, tem fatores intrínsecos e imutáveis, ela é única e fazê-la mostrar seu potencial depende também de nossas escolhas ou de fatores externos. Por exemplo, uma semente de trigo quando plantada, dará trigo, só trigo! Mas a qualidade e a quantidade do trigo colhido dependem de uma série de fatores que vão além da semente. A qualidade e a quantidade do trigo colhido dependem da adubação, da irrigação, do sol e da chuva, enfim, dependem do ambiente.

A manifestação dos talentos de nossa alma, da mesma forma, depende das escolhas que fizermos: quais os lugares que frequentamos, os amigos que temos, os programas de tv que assistimos, os livros que lemos. A escolha desses fatores externos ajuda a fazer a nossa transformação, a descobrir, potencializar e expressar os nossos talentos. Mas, além da escolha do ambiente, a manifestação de nossos talentos precisa enfrentar um duro e traiçoeiro inimigo. Digo isso porque a maioria de nós possui duas vidas: a vida vivida e a vida não vivida, entre elas está esse traiçoeiro e poderoso inimigo: a resistência. A resistência é uma força tóxica, deforma nosso espírito, atrofia-nos e nos torna menores do que nascemos para ser. A resistência é um mal que nos impede de alcançar a vida que Deus planejou para nós ao dotar cada ser humano de seus talentos. Toda luz lança uma sombra e a sombra é a resistência. Por mais forte que seja o chamado de nossa alma para evoluirmos em todos os sentidos, igualmente potente é a força da resistência. A resistência não pode tocada ou percebida através do olfato ou ainda ouvida, mas, pode ser sentida. Ela é uma força de repulsão e seu objetivo é nos afastar, distrair, nos impedir de fazer nosso trabalho. A resistência surge em nosso interior, é um inimigo interno, tem geração própria e perpetua-se por si mesma.

A resistência nos dirá qualquer coisa para nos impedir de fazer nosso trabalho e de manifestar nossos talentos. Cometerá perjúrio, inventará, falsificará, seduzirá, intimidará, adulará. Ela é multiforme, assumirá qualquer forma necessária para nos enganar. Ela é uma máquina implacável, incansável e programada de fábrica para impedir-nos de realizar nosso trabalho de transformação. Ela é o exterminador de nosso futuro e se manifesta sempre que buscamos dar vazão a nosso talento, iniciar um empreendimento inovador ou evoluir para um patamar moral, ético ou espiritual mais alto.

A resistência alimenta-se do medo e assume várias formas, mas, a mais conhecida é a procrastinação. Nós dizemos a nós mesmos: por que vou fazer isso hoje? E a resposta é sempre: Eu vou fazer, só que vou começar amanhã! E para piorar as coisas, sabem onde mora a resistência? Ela mora em nosso ego que é nossa tendência negativa. Aquele que se aprecia em demasia ou reclama em demasia coloca o ego no seu controle e o ego abafa a Luz, suga a Luz e ocupa o lugar da alma. Sem a influência da alma, não há respostas para nossa vida porque não conseguiremos manifestar nossos talentos e a vida se torna completamente reativa. Quando o ego é pequeno, a resistência diminui e a alma engrandece.

Ler matéria completa