Bauru e grande região

 
Articulistas

E a gente continua perguntando: que país é este?

por Rosana Poli

29/07/2020 - 05h00

A música escrita por Renato Russo, vocalista da Banda Legião Urbana, na década de 80, nunca foi tão atual, principalmente em época de Covid.

Além do medo do vírus, da depressão, cientificamente comprovada pelo isolamento social, e de tantos outros fatores que vêm na "carona do corona", temos que enfrentar o descaso de determinados órgãos públicos governamentais quando necessitamos de uma orientação, um benefício, um atendimento ou um simples suporte. Em razão da pandemia, mesmo no "laranja", algumas instituições públicas seguem fechadas. As respostas enviadas por e-mail são automáticas, ou seja, você nem consegue argumentar mais. Informam recebido e ponto. Nos sentimos mais impotentes do que nunca contra o "corona" e em relação aos órgãos públicos, principalmente federal e estadual. Todos em home office com seus salários garantidos.

Ou seja, uns se arriscam e trabalham porque se não morrerem por causa da Covid, morrem de fome. Outros (aqueles que podem) ficam em casa! Alguns (muitos) recebendo seus "gordos salários" das referidas instituições governamentais. O Brasil tem cerca de 37 milhões de trabalhadores informais que, se não colocarem a máscara na cara e saírem para trabalhar, não tem dinheiro pra botar comida na mesa. Isso sem falar nos mais de 13 milhões de desempregados...

Quem me conhece sabe que perdi meu pai em plena pandemia, não pelo corona, mas para um AVC hemorrágico. No momento de maior dor da sua vida, você se depara com uma burocracia gigantesca para garantir uma pensão para a viúva do servidor que possa lhe garantir uma vida digna. Você corre atrás e nada funciona, tudo fechado. Aliás, dá para se ter uma ideia da quantidade de pessoas passando pelo mesmo problema, já que as mortes pela Covid no Brasil passam de 82 mil.

Imaginem milhares de pessoas tentando recorrer aos órgãos públicos estaduais e federais, sem nenhum respaldo… E nós, cidadãos, seguimos pagando pontualmente nossas contas, os mais altos e extorsivos impostos, as mensalidades caríssimas da faculdade dos nossos filhos, com aulas on-line, que estão muito aquém das presenciais, etc etc etc… Sem falar na guerra contra o vírus que se transformou em uma batalha política, que mais atrapalha e assusta a população do que ajuda. Por isso, lá no começo deste texto comecei falando sobre a música "Que País é esse?". A letra tem 42 anos e nunca foi tão atual. Continuamos reféns das desigualdades sociais, das injustiças, do descaso com a população e ainda temos que encarar a implacável Covid-19. Ainda bem que moramos em um País tropical muito abençoado por Deus e bonito por natureza. Mas, infelizmente, é só isso.

PS: A música 'Que País é esse?' foi lançada pela banda Legião Urbana na década de 1980, mais precisamente em 1987.

No Brasil, o álbum vendeu 1,5 milhão de cópias. Renato Russo faleceu em 1996. "Na morte eu descanso// Mas o sangue anda solto// Manchando os papéis, documentos fiéis// Ao descanso do patrão".

A autora é jornalista, mestre em Comunicação Midiática pela Unesp Bauru.

Ler matéria completa