Bauru e grande região

Articulistas

O legado deixado por 2020

por Paulo Lira

12/01/2021 - 05h00

O ano de 2020 foi cheio de desafios e antecipação de diversas tendências tecnológicas para as empresas e seus colaboradores. Não deixa saudade, mas nos deixa aprendizados e mudança de mindset. O que aprendemos com todas essas transformações? Posso garantir que o papel do líder, sempre tão discutido por especialistas em gestão e RH, mudou para sempre. Assim como a importância da comunicação e a empatia, que foram as habilidades mais postas à prova e influenciaram o ritmo das equipes.

2021 será o xeque-mate sobre o papel dos líderes dentro das corporações. Cobrará todos esses novos aprendizados e tendências apresentadas em 2020. O trabalho com equipes multidisciplinares, autonomia, gestão transparente e feedbacks serão palavras de ordem. A partir de agora, as lideranças precisarão estar mais próximas de seus times, conhecendo e estimulando as principais habilidades e desafios de cada um. Por isso, o conceito accountability deve estar na ponta da língua dos gestores e empresas.

Empatia é outro conceito que deve permear o ano, mas com certeza deve ser um aprendizado para a vida. O ato de se colocar no lugar do outro e demonstrar interesse genuíno nos anseios do próximo nunca foi tão discutido.

A relação dos colaboradores com o digital também sofreu profundas mudanças. Está mais claro do que nunca que só entender as funções básicas não é mais possível. As pessoas foram obrigadas a entender como a tecnologia influencia as relações e como ela pode ser uma ferramenta poderosa no desenvolvimento e crescimento tanto de pessoas quanto de empresas.

Voltar não será mais possível, e arrisco dizer que ainda bem que não será. 2020 possibilitou antecipar mudanças que talvez demorariam anos para sair do papel. E, principalmente, nos mostrou que é possível sempre mudar de caminho, seja para frente, para o lado e até mesmo para trás. Talvez esse seja o maior legado do ano que passou. Esse ainda é um mistério, mas por que não começar a se preparar agora?

O autor é supervisor acadêmico da HSM University.

Ler matéria completa