Bauru e grande região

Articulistas

Pau que bate em Chico, bate em Francisco

por Leonardo Góes de Almeida

23/02/2021 - 03h00

Da mesma forma que sempre fui contra a prisão em segunda instância pela literalidade da Constituição, sou contra também a prisão do deputado Daniel Silveira, por mais abjeta que seja tanto sua figura quanto sua fala. A manutenção de sua prisão pelos seus pares na última sexta-feira foi meramente protocolar.

O que temos que discutir aqui é: a lei de segurança nacional foi ou não inteiramente recepcionada pela Constituição?! E até que ponto houve efetiva subsunção da horrenda fala do deputado à algum artigo da famigerada lei?! Além disso: realmente havia estado de flagrância?! Razoável que o próprio relator do inquérito das "Fake news" (um tanto quanto questionável também) aja de ofício? Mas, professor, você não é opositor aos extremistas, sejam de direita ou de esquerda?!

Uma coisa é minha opinião, convicção, ideologia... Outra coisa é interpretar a lei. As paixões não devem nortear o Direito, sob pena de injustiças... O deputado quebrou o decoro, deve ser cassado, processado, etc. Como um sujeito desse foi eleito deputado federal? Caberia uma outra discussão, mas é o preço da democracia...

Li atentamente os votos de cada um dos ministros para melhor compreensão do tema e minha opinião de total desnecessidade da medida extrema subsiste: afinal, "pau que bate em Chico, também bate em Francisco..." Logo, se amanhã isso acontecer com alguém que você, leitor, "apoia", mantenha sua posição de hoje, qual quer que seja: nunca me esquecerei do verdadeiro "BUG" dado na cabeça de um aluno quando fui contrário à prisão preventiva do então presidente Temer... Ele me indagou: "ué, professor, como você é contra a prisão se você não gosta dele?"...

Apenas sorri... A partir do momento que o fato de gostar ou não de algo ou alguém legitimar quaisquer injustiças, pode "fechar tudo para balanço" ou "jogar uma lona por cima e cobrar ingresso".

Prefiro manter minha coerência jurídica, despido de paixões.

Ler matéria completa