Bauru e grande região

Articulistas

Implorando aos deuses da chuva...

por Jorge Soares

18/04/2021 - 05h00

Moro nos Altos da Cidade, e isto é péssimo no que diz respeito ao fornecimento de água. Em tempos de rodízio de água, quando o setor Centro/Altos/Bela Vista é ligado às 0h (zero horas) o sistema não entrega a água de maneira imediata, vai enchendo as caixas d'água progressivamente, de baixo para cima, e demora algumas horas até que o pessoal dos Altos comece a receber o precioso líquido.

Em rodízios anteriores, o sistema era ligado às 0h e às 8:00 horas a água já começava a pingar na torneiras. Mas no rodízio atual a coisa está diferente: anunciaram que o meu setor iria começar a receber água às 0h da sexta-feira, dia 16, e até hoje sábado dia 17, às 11:00, passadas 35 horas do início do rodízio deste setor, não entrou uma gota de água aqui em casa! Estou ficando apavorado! O que está acontecendo? Este é um mau augúrio para o início desta temporada de rodízio. E como sou muito cético quanto à capacidade do DAE reverter esta situação de calamidade pública, só me resta apelar aos deuses da chuva.

Fiz uma busca no Google e achei alguns deles: Zeus, Júpiter, Thor, Tupã, Chac, Tialoc, Amanaci, Taranis, e por aí vai... Os católicos rezam para São Pedro para pedir chuvas. Eu decidi implorar a Zeus, pois está mais de acordo com as minhas crenças.

Escolha o seu preferido e reze!

Estou certo que vai funcionar melhor que as providências do DAE.

O autor é colaborador de Opinião.

Ler matéria completa