Bauru

Articulistas

Superávit recorde em abril

por Paulo Panossian

01/06/2021 - 05h00

Em razão do início da pandemia, que motivou o caos da atividade econômica no País, houve queda brusca de arrecadação de tributos, principalmente em abril de 2020.

Porém, neste novo período de 2021, com a recuperação econômica, o resultado nas contas públicas apresentou um superávit recorde de R$ 24,25 bilhões.

O melhor da história para o mês desde 2001. Sendo R$ 16,26 bilhões deste superávit do governo federal e outros R$ 6,97 bilhões de Estados e Municípios.

E as estatais e bancos públicos mais R$ 1,019 bilhão. Já nos 4 primeiros meses deste ano, o superávit primário atingiu R$ 75,84 bilhões.

Como nem tudo são flores, no acumulado de 12 meses o déficit público ficou em R$ 544,5 bilhões, ou 7,08% do PIB. Menor que no mês de março - 8,77% do PIB. E o déficit nominal em R$ 827,22 bilhões, ou 10,76% do PIB.

É sempre bom lembrar que se Jair Bolsonaro tivesse comprado as vacinas da Pfizer e a Coronavac, do Instituto Butantan, como oferecida de forma antecipada, e fosse a favor de salvar vidas nesta pandemia, a nossa economia estaria alavancada, inclusive na criação de empregos...

O autor é colaborador de Opinião.

Ler matéria completa