Bauru

Articulistas

'Há vidas que valem mais que outras'

por Rafaela Rosa

23/07/2021 - 05h00

A maioria de nós gosta de escolher aquilo que consideramos ser bom para nossa vida, por isso é difícil aceitar situações em que somos escolhidos por algo que não desejávamos. Atualmente, escolher está proibido e se tornou imoral, e nos resta seguir a fila e aceitar o que tem disponível quando chegar a nossa vez. Na teoria, a gratidão é linda e a alegria deveria ser imensa, afinal, sua vez chegou. Porém, imagine a cena: todas as pessoas que estão à sua frente estão recebendo exatamente aquilo que você considera bom, incrível, sensacional e extraordinário. Você contempla a alegria delas, a euforia por receber algo que dizem por aí ser muito bom, e sente que a manifestação de gratidão delas se torna a sua, a alegria compartilhada tem mais forças e parece ser sua também.

Entretanto, eis que surge a sua vez, e eles pedem para que você siga outra direção da fila, naquele instante você está prestes a receber o que menos desejou e não tem mais volta, não tem pra onde correr, a porta de saída está fechada e você deve aceitar aquilo porque disseram que você não pode escolher.

Você recebe e se questiona: por que com os outros foi diferente? Por que com os seis anteriores o roteiro seguido foi melhor? Somos humanos e a comparação faz parte da vida na Terra. Quando sabemos que existe algo melhor é óbvio que iremos querer o melhor. Agradecer agora seria hipocrisia, historinha pra boi dormir, o que nos resta é engolir o choro e compreender que SIM, algumas vidas valem mais que outras. Alguns são priorizados para que outros sejam sacrificados. Talvez, você não entenda isso agora, estas palavras só irão fazer sentido se você faz parte daqueles que não puderam escolher. O que nos resta é esperar a tristeza passar e lembrar que o futuro não nos pertence. E aos que agiram de má fé, temos que confiar que a sabedoria do Universo saberá lidar com eles.

A autora é colaboradora de Opinião.

Ler matéria completa