Bauru e grande região

Alberto Consolaro

Fim da Covid: a lição de um anjo

20/02/2021 - 07h29

Reprodução

O "anjo do conhecimento" pode ajudar a nos conduzirmos

Estava sentado nas nuvens e apareceu um anjo tranquilo que me deu chance de conversar com aquela entidade celestial: - Eu quero voltar a viver como era antes! Como resposta, ele me perguntou: - Mas qual o grau de risco que queres correr para voltar a vida normal? Qual o percentual de risco de pegar a doença cuja evolução em cada pessoa não sabemos?

Pensei e disse: - Olha eu sou vacinado pela Coronavac e já completei 21 dias depois que tomei a segunda dose. Além disso, tomo todas as medidas preventivas recomendadas. Será que não posso voltar ao normal e fazer uma fogueirinha de máscaras para comemorar?

Com uma ruga de preocupação na testa, me disse: - Não, ainda não pode! E explicou que como se demorou muito para vacinar as pessoas, deu tempo para o vírus criar variantes para escapar das vacinas e assim infectar e reinfectar as pessoas que andam soltas por aí e que se “acham” protegidas só por que já tiveram a doença ou se vacinaram! E olha que são muitas soltas por aí!

PEDIDO

- Anjo do céu!!! Eu quero abraçar os que amo! Eu preciso do contato com gente, eu amo os H. sapiens. Me explica meu caro anjo: - Mesmo vacinado eu não posso relaxar em nada as medidas preventivas e nem me sentir seguro de que não pegarei mais a doença?

- Não, eu vou repetir mil vezes para você: não e não! Você não está livre totalmente, você está mais protegido uma vez vacinado, mas estaria muito mais se todos ao seu redor estivessem vacinados. Aí sim, pois se acabaria com a produção de vírus no ambiente que você vive e não teria chance de aparecer variantes que se comportam como gerassem nova doença que de covid ano 19 será a covid ano 21! As cifras que você mexe são coisas pequenas, mas pense em euros: - cada pessoa com a covid-19 produz 100 milhões a 10 bilhões de novos vírus!

ANJO IRADO

Anjo: - O que posso fazer para abreviar este tempo de espera ou de demora para devolver-me a vida anterior? Ele me respondeu assim: - Fale com todos que possam te ouvir para se protegerem e se vacinarem o mais rapidamente possível. E não me venha com chorumelas tipo: - não tem vacina para todo mundo! Se falar isto eu vou ser irônico ou satírico, tipo assim:

- Puxa que chato, vocês vão as ruas por salários, políticos, polícia, time de futebol, olimpíadas e não conseguem sair às ruas para pedir vacina! Se protegem e se arriscam nas aglomerações, festas de famílias, eleições, shoppings e supermercados, mas para pedir vacinas não? Ah, e não podem fazer panelaços, buzinaços, apagões de luzes e deixarem de pagar os impostos?

QUEM ERA?

O anjo foi saindo, mas ainda deu tempo de perguntar seu nome e disse: - meu nome é Conhecimento!

(Alberto Consolaro – Professor Titular da USP e Colunista de Ciências do JC)

Ler matéria completa