Bauru

Alberto Consolaro

Revolução das máquinas e ignorância chipada

20/11/2021 - 16h13

Reprodução

Os semiprocessadores são "joias raras" no mercado mundial

Muitos produtos estão em falta no mercado, inclusive carros e outras máquinas, por falta de semiprocessadores no mercado e que são pequeninas peças eletrônicas que alguns até chamam de chips. Os semiprocessadores coordenam as funções de quase todas as máquinas, de qualquer celular, computadores, enfim de tudo, incluindo máquinas de lavar, geladeiras e fogões!

Os carros não tinham esses semiprocessadores, quase tudo era elétrico e mecânico, hoje quase tudo no carro é comandado por eles. Por isto que as coisas estão conectadas na internet e se quiser, você pode controlar a casa inteira a distância. Em breve muitas funções corporais poderão ser recuperadas com a implantação destes chips no nosso corpo.

Um restaurante famosíssimo e muito caro não pode ser inaugurado, apesar dos clamores dos possíveis clientes, sem contar a curiosidade geral. O motivo, ora vejam só: o fogão maravilhoso e caro que o restaurante tem na cozinha controla a temperatura de cada prato em confecção e que, ao mesmo tempo, controla o tempo e a sequência dos pratos a serem servidos de forma organizada está instaladíssimo, mas não funciona porque falta os semicondutores para comandar toda maquinaria! Até os fogões são comandados pelos chips!

QUEM FABRICA?

Por que não fabricam esses semiprocessadores e distribuem logo para o mundo todo? Cerca de 90% deles são fabricados na Ilha de Taiwan que fica localizada o litoral da China continental. Desde a revolução comunista de Mao Tsé-Tung, os opositores se refugiaram nesta pequenina ilha. Até hoje a China requer a autonomia total sobre ela, que passou a ser reconhecida como um país independente pelo resto do mundo.

Taiwan, cuja capital é Taipé, pode ser considerada um Tigre Asiático pelo exemplo de desenvolvimento. O governo, orientado pelos cientistas do país, se antecipou e subsidiou uma empresa local a produzir semicondutores, e formou engenheiros com este elevado grau de competência e criatividade. Estimulou as universidades a formá-los e hoje se tem mais de 3 mil engenheiros preparadíssimos e experientes que só eles têm, coisa que nem China, EUA, Japão, Coreia do Sul e Alemanha têm.

Hoje, todos dependem dos taiwaneses e chegam a oferecerem salários altíssimos, mas poucos migram. Recentemente subiram até 30% o preço dos semicondutores e tudo que é eletronicamente subiu muito, ou seja, quase tudo. Os demais países estão com grandes investimentos para se tornarem autossuficientes em semicondutores, mas isto só daqui a 10 anos. Um documentário se intitula: “Entenda por que o mundo está de joelhos para Taiwan!” É por esta razão que está faltando carro e outros produtos no mercado mundial. Viva a ciência e a universidade!

IGNORÂNCIA CHIPADA

Por comparação estes semiprocessadores tem o tamanho de uma moeda de pouca espessura, como os chips de celulares. Em teorias de conspiração até se sugeriu que alguém poderia fazer as máquinas funcionarem sem controle dos donos e comandados pela internet, via poder central. Como ficção científica é interessante na literatura e cinema, mas na realidade é uma grande forçação de barra!

Forçação de barra mesmo é alguém difundir que vacinas, a maioria fabricada nos EUA, conteriam semiprocessadores ou microchips para que os seres humanos fossem comandados por outros governos! E mais loucura, doidice e ignorância, é alguém acreditar neste tipo de sandice ou fake news. Diria Raul Seixas: pare o mundo que quero descer!

(Alberto Consolaro – Professor Titular pela USP e Colunista de Ciências do JC)

 

Ler matéria completa

×