Bauru e grande região

 
Coluna Animal

Cuidados com os pets no clima frio

30/05/2020 - 07h00

Neste período de frio, assim como nos de calor intenso, os animais, que assim como nós, humanos, são sencientes (têm a capacidade de sentir de forma consciente), sentem os impactos das mudanças de temperatura.

A Comissão de Defesa e Proteção Animal da OAB Bauru e o Conselho Municipal de Proteção e Defesa dos Animais, preocupados em orientar os tutores e cuidadores de animais comunitários, visando o bem-estar dos animais, em especial os cães e gatos, sobre a forma de melhor cuidar deles nestes períodos, convidaram o médico veterinário Lucas Pinotti para participar, hoje, da coluna. Segundo o veterinário, "no final de maio e início de junho, o clima frio e chuvoso chega na nossa região, e nesse período devemos sempre ficar atentos à saúde de nossos pets.

Os animais são seres homeotérmicos, ou seja, sua temperatura independe do meio externo para homeostasia da temperatura corpórea. Pensando assim, os animais tendem a sofrer com quadros de hipotermia quando expostos a temperaturas baixas, podendo levar a complicações quando não acolhidos e acalentados.

Animais com mais cobertura de pelos tendem a ter uma camada isolante térmica, mas não pensem que essa camada é suficiente para temperaturas muito baixas. Sendo assim, o uso de roupinhas e cobertas, além de proteção contra ventos fortes, são essenciais para manter a saúde dos nossos pets nessa época de frio.

Algumas doenças são mais comuns nessas épocas, principalmente doenças do trato respiratório, devido ser muito mais comuns secreções que são transmitidas através do ar.

Nessas situações, colocamos como primordial estar com a vacina em dias dos pets devido ao aumento da incidência de cães com cinomose e a transmissão se dar em forma de aerossóis.

A rinotraqueite em gatos e a tosse dos canis são duas patologias que tendem a ter maior incidência nessa época do ano.

As dicas para esse tempo frio é que aproveitem esse tempinho para se aproximarem de seu pet. Além de evitar patologias relacionadas ao clima, os cães e gatos têm a temperatura maior que nós, humanos, sendo uma ótima oportunidade de se aconchegar junto ao seu pet.

Durante essa época, vemos muitos animais e pessoas que residem na rua e devem ser assistidos. A sua ajuda, o seu carinho, fará a diferença na vida dessas pessoas e animais".

Orientamos ainda que, para minimizar os impactos do frio dos cães que vivem nas ruas ou soltos em terrenos e condomínios (o animal comunitário que já tratamos aqui na coluna), quando não for possível acolher ao menos neste período, que sejam improvisados abrigos, como casinhas simples, até mesmo caixa de papelão com cobertores.

Os animais sentem frio, sentem dor, sentem medo. Cuide, ame!

Ler matéria completa