Bauru e grande região

Coluna Animal

Animal não é presente de Natal

27/12/2020 - 15h41

A Coluna Animal desta semana aborda a questão dos animais domésticos no Natal que costumam ser dados de presente nessa época, em especial para crianças. No entanto, essa não é uma boa ideia. Animais vivem em média, de 10 a 15 anos e no caso dos felinos até 20 anos. Eles exigem muitos cuidados que somente um adulto pode oferecer.

Ter um animalzinho de estimação exige uma série de responsabilidades tais como:

Tempo e espaço físico: a pessoa que pretende ter um pet precisa dispor de espaço para acomodá-lo, tempo para se dedicar a ele, para levar a passeios, para brincar e dar atenção. Os animais não gostam de ficar sozinho o tempo todo sentem solidão e tristeza e até podem entrar em depressão.

Condições financeiras: O tutor de um animalzinho deve ter condições de cuidar financeiramente dele. Mensalmente, ele vai gastar com ração e cuidados com a higiene. Também vai ter despesas com médico veterinário, vermifugação e vacinação e tratamentos quando o pet adoecer.

O ideal é presentear com um enxoval composto por caminha, cobertor, potinho de água e ração, coleira com identificação e guia. Caso a família aceite a sugestão de ter um animalzinho em casa, ela terá tempo o suficiente para pensar em todos os aspectos que foram citados acima que envolvem ter um pet em casa e poderão decidir se vão ou não aceitar a sugestão.

Não é recomendado dar um pet de presente para uma criança, mas caso você queira fazer essa surpresa, converse com os pais ou responsáveis para ver se eles estão de acordo, afinal de contas, essas pessoas serão responsáveis por esse animalzinho também em vários aspectos que uma criança não poderá suprir. Um animal não é um brinquedo que a criança guarda quando se cansar dele, por isso, essa é uma decisão muito séria e deve ser tomada com muito cuidado.

Caso você queira fazer essa surpresa e oferecer uma animal de presente, procure adotar um animalzinho que esteja disponível no CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) de sua cidade, de algum protetor de animais ou ONG de animais. Muitos estão há anos esperando por uma oportunidade de serem adotados para viverem com uma família. Dê a um animalzinho esse presente, essa oportunidade de levá-lo para casa e tornar a vida dele mais feliz. A adoção desestimula o comércio de animais, que muitas vezes é realizado de forma abusiva.

Animais não são brinquedos, são seres vivos, são seres sencientes que possuem dignidade. Necessitam de muitos cuidados, dedicação e amor. Abra o seu coração para essa maravilhosa experiência da adoção se você estiver preparado e não se arrependerá.

Thaís Boonen Viotto Ferreira

Presidente do Conselho Municipal de Proteção e Defesa Animal de Bauru (COMUPDA)

Presidente da Comissão de Proteção e Defesa Animal da OAB Bauru (CPDA OAB Bauru)

Email: [email protected]

Facebook: https://www.facebook.com/comupda.bauru

Ler matéria completa