Bauru e grande região

Contexto Paulista

Exclusão de negros ainda é realidade paulista

Esta coluna, publicada pela associação Paulista de Jornais pode ser lida e atualizada em www.apj.inf.br - Publicação simultânea nos jornais da Rede Paulista de Jornais, formada por este jornal e outros 13 líderes de circulação no Estado de São Paulo

20/11/2019 - 06h00

Estudo da Fundação Seade com base nos dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD), do IBGE, no Estado de São Paulo as proporções de habitantes "desocupados" e "subocupados" em relação a empregos são maiores entre os negros (17,8%) do que a de não negros (12,6%). Na Região Metropolitana de São Paulo, por exemplo, há maior proporção de desocupados negros (12,3%). No restante do Estado, predominam subocupados negros (7,3%). Esse quadro, segundo a análise da entidade, confirma a "deterioração da condição de inserção da população negra no Estado". Sua taxa de desocupação, sempre superior à dos não negros, cresceu mais intensamente nos últimos anos.

20 de novembro

O Dia Nacional da Consciência Negra é feriado em mais de mil cidades brasileiras, das quais uma centena delas no Estado de São Paulo. O objetivo é valorizar os negros brasileiros (pretos e pardos) e a consciência afro-brasileira. O movimento negro reverencia a data desde os anos 1970, numa referência a Zumbi, o líder do Quilombo dos Palmares, um símbolo da luta dos negros brasileiros contra a escravidão e o preconceito racial, morto a 20 de novembro de 1695, degolado.

20 de novembro (2)

Zumbi tornou-se um dos líderes de nossa história a partir de 1680, aos 25 anos de idade. Exerceu a liderança com grande senso de organização do quilombo, aliado à coragem e técnicas militares. Cerca de 30 mil pessoas formavam àquela época a comunidade de escravos fugitivos sob a sua liderança. O quilombo se tornou um centro de resistência contra os portugueses e a escravatura e chegou a organizar grupos armados que combatiam os colonizadores em defesa da liberdade de culto e religião e da prática da cultura africana no Brasil Colonial.

Turismo paulista na CNN

Desde o dia 15 a rede de canais CNN, dos Estados Unidos, veicula peça publicitária de 1 minuto e 32 segundos de promoção do turismo paulista. A inciativa está sendo apresentada como "a mais audaciosa campanha internacional de turismo já feita por um estado brasileiro em qualquer tempo". E o melhor, segundo o governo, é que tudo foi financiado pelo setor privado. O comercial mostra imagens de cidades de diversas regiões, como o Vale do Paraíba, Ribeirão Preto, Bauru, Campinas e outras.

Aquecendo

De acordo levantamento do Sindicato da Habitação e Condomínios de São Paulo (Secovi-SP), a cidade de Campinas possui o maior índice de vendas de imóveis novos do Estado de São Paulo, ficando acima, inclusive, da capital, com crescimento de 92% em 12 meses. O número de lançamentos também aumentou: no último ano cresceu 29%, mostrando que o mercado imobiliário voltou a aquecer depois da crise.

Perspectivas na economia

As fabricantes de motos elevaram mais uma vez sua perspectiva de produção em 2019 e agora preveem um volume ligeiramente maior de 1,105 milhão de unidades, segundo o site Automotive Business. Na revisão anterior, feita em abril, a Abraciclo, associação das fabricantes, havia previsto 1,100 milhão de motos, o que representaria aumento de 6,1% sobre o volume de 1,03 milhão feitas em 2018.

Black Friday promete

A Associação Comercial e Industrial de Bauru estima que as vendas durante esta Black Friday, marcada para o próximo dia 29 de novembro, deverão crescer 9,5% em relação ao ano passado, segundo o site Jcnet, da Rede APJ. Em sondagem realizada junto ao meio empresarial bauruense, as vendas em novembro com as ações da Black Friday devem ser maiores devido também à retomada da confiança dos consumidores. Segundo analista local, o ambiente econômico melhorou, e a combinação da injeção do décimo terceiro salário, FGTS, PIS/Pasep e queda dos juros permite projetar um período de vendas melhor.

Ler matéria completa