Bauru e grande região

Contexto Paulista

Governo estadual abre leilão para concessão de 22 aeroportos regionais

19/04/2021 - 11h07

O governo estadual lançou edital de concorrência internacional para leilão da concessão dos 22 aeroportos regionais atualmente administrados pelo Estado de São Paulo. A previsão de investimento por parte da iniciativa privada é de aproximadamente R$ 447 milhões. Os aeroportos estão divididos em dois blocos - Noroeste e Sudeste - e a concessão terá prazo de 30 anos. Seis aeroportos contam com serviços de aviação comercial regular e outros 13 possuem potencial de se desenvolver como novas rotas regulares nos próximos anos. Os aeroportos regionais movimentam atualmente 2,4 milhões de passageiros por ano, entre embarques e desembarques. Estimativas técnicas apontam crescimento significativo dessa movimentação, considerando a realização de investimentos e o fomento à aviação regional, com mais de 8 milhões de passageiros por ano ao longo dos 30 anos de contrato de concessão.

Grupo Noroeste

O lote é composto por 11 unidades, encabeçada por São José do Rio Preto, além dos aeroportos comerciais de Presidente Prudente, Araçatuba e Barretos, bem como dos aeródromos de Assis, Dracena, Votuporanga, Penápolis, Tupã, Andradina e Presidente Epitácio.

Grupo Sudeste

O lote é composto por 11 unidades, cuja principal é a de Ribeirão Preto, além de Bauru-Arealva, Marília, Araraquara, São Carlos, Sorocaba, Franca, Guaratinguetá, Avaré-Arandu, Registro e São Manuel.

Retomada da economia

O secretário estadual de Logística e Transporte, João Octaviano Neto, afirma que o projeto de concessão dos aeroportos terá grande relevância com a retomada da economia. “Trará expressivos investimentos para cada uma das unidades e desenvolvimento para as regiões e o Estado”, diz ele.

Produção recorde

A projeção do Valor da Produção Agropecuária (VBP) no país este ano aumentou, em valores reais, 12,4% em relação a 2020, que somou R$ 940,9 bilhões. O valor absoluto previsto é de R$ 1,057 trilhão, o maior já obtido desde 1989. As lavouras representam R$ 727,7 bilhões, e a pecuária, R$ 330,1 bilhões. Nos últimos três anos, soja e milho têm apresentado recordes sucessivos de faturamento. Na pecuária, o melhor desempenho é dos setores de bovino, frango e leite.

Na Assembleia

* Padre Afonso Lobato (PV) tomou posse como deputado estadual em razão da perda temporária do mandato de Fernando Cury (Cidadania).

* Apenas neste ano, a Alesp registrou 122 pedidos de reconhecimento de calamidade pública feitos pelos municípios em razão da pandemia da covid-19. No ano passado, foram 555.

* Desde a quinta-feira (15), o líder do governo na Assembleia Legislativa é o deputado Vinicius Camarinha (PSB), ex-prefeito de Marília, indicado pelo governador João Doria.

Hospitais veterinários

O deputado Bruno Ganem (PODE) vai defender junto ao governo do Estado que sejam custeados hospitais públicos veterinários nas cidades de Campinas, Sorocaba, Piracicaba, Barretos, Taubaté, São José do Rio Preto, Registro, São João da Boa Vista, Franca, Presidente Prudente, Bauru, Araraquara, Marília, Araçatuba e São Paulo. Recentemente foi inaugurada uma unidade em Vargem Grande do Sul.

Cidade inteligente

São José dos Campos será o primeiro município brasileiro a ser certificado pela ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) como Cidade Inteligente, de acordo com três normas internacionais NBR ISO (International Organization for Standardization). Apenas 79 cidades no mundo possuem essa certificação. O processo de certificação é uma iniciativa inédita no Brasil e está sendo desenvolvido pela ABNT em associação com o Parque Tecnológico de São José dos Campos, complexo de inovação e empreendedorismo. São José faz parte do projeto piloto de certificação e será a cidade onde a metodologia será testada e ajustada nos próximos meses.

Atração de investimentos

A parceria prevê que o Parque Tecnológico e a ABNT atuem em conjunto na certificação nacional para cidades inteligentes, consolidando a aplicação das normas ISO. Com o processo de certificação, gestores públicos terão acesso a dados padronizados e auditados por organismo independente, que serão usados para orientar decisões de gestão e planejamento. O processo de certificação pode ajudar também as cidades a atrair investimentos e impulsionar o desenvolvimento econômico com dados comparativos globais, medir o desenvolvimento urbano sustentável, informar os investimentos em infraestrutura com resultados mensuráveis, medir a gestão de desempenho de serviços urbanos e qualidade de vida ao longo do tempo, facilitando a troca de informações e projetos.

Negócios no Interior

* O município de Estrela d'Oeste irá receber uma fábrica da empresa de macarrão oriental Mifun. O investimento será de R$ 2 milhões.

* O Grupo Madero anunciou que vai instalar uma unidade em Araçatuba. O investimento é de R$ 4 milhões. * A cidade vai receber a marca Jerônimo Track, com estrutura de drive thru para os clientes.

* A marca Oral Sin inaugurou sete unidades no Interior Paulista no primeiro trimestre de 2021, em Bebedouro, Jaguariúna, Pirassununga, Salto, Santa Cruz do Rio Pardo, São Sebastião e Tupã. O investimento é de R$ 4,3 milhões.

Ler matéria completa