Bauru

Contexto Paulista

Projeto na Assembleia fatia o Estado em mais regiões

31/05/2021 - 10h58

O governo paulista tem promovido audiências públicas para debater a criação de novas regiões no Estado, o que vai reconfigurar o mapa atual. Estudo da Secretaria de Desenvolvimento Regional prevê a regionalização para São Paulo com ao menos 36 áreas divididas entre regiões metropolitanas, aglomerados urbanos e microrregiões. Já foram realizadas audiências públicas em São José do Rio Preto, Piracicaba, Tupi Paulista (região da Nova Alta Paulista) e Araçatuba.

Nova divisão

Estão previstos aglomerados urbanos em Presidente Prudente, Marília, Central e Bauru. As audiências ainda serão agendadas. Outros encontros que ocorrerão são relativos às futuras regiões Mogiana, Presidente Venceslau, Assis, Avaré, Itapeva, Botucatu, Jaú, Catanduva, Araraquara, Lins, Bragantina, Ourinhos e Penápolis.

Rio Preto metropolitana

Na semana passada, o governo estadual encaminhou para a Assembleia Legislativa projeto para criação da Região Metropolitana de São José do Rio Preto, formada por 35 municípios. O texto entrará para análise das comissões de Constituição, Justiça e Redação; Assuntos Metropolitanos e Municipais; e Finanças, Orçamento e Planejamento. Até o final de junho ele deve seguir para discussão e votação final dos parlamentares. A expectativa é de que até o final do ano a Região Metropolitana de Rio Preto já esteja implantada.

Aglomerado Urbano dos Grandes Lagos

Nesta sexta-feira (28/5), uma audiência realizada em Votuporanga, no noroeste do Estado, discutiu a criação de um novo aglomerado urbano envolvendo Fernandópolis, Jales e Votuporanga e outros 45 municípios, com uma população de quase 500 mil habitantes. O presidente da Assembleia Legislativa, Carlão Pignatari (PSDB), que tem base eleitorial na região Noroeste do Estado, esteve presente.

As mexidas no mapa

* As últimas divisões criadas no Estado de São Paulo são as seguintes:

* Em 2018 foi criada a Aglomeração Urbana de Franca;

* Em 2016 foi criada a Região Metropolitana de Ribeirão Preto;

* Em 2016 o município de Itapetininga foi incorporado à Região Metropolitana de Sorocaba;

* Em 2015 foi alterada a composição da Aglomeração Urbana de Piracicaba, sendo incorporado Laranjal Paulista;

* Em 2014 foi criada a Região Metropolitana de Sorocaba;

* Em 2014 foi alterada a composição da Região Metropolitana de Campinas, sendo incorporado a ela o município de Morungaba;

* Em 2014 foi criada a Região Administrativa de Itapeva;

* Em 2012, foi criada a Região Metropolitana do Vale do Paraíba e Litoral Norte.

Vem aí os distritos turísticos

A Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo encerrou quarta-feira (26/5) a etapa de discussão do projeto que cria distritos turísticos no Estado de São Paulo e incorpora a logomarca "SP pra Todos" aos materiais de promoção turística. A proposta está pronta para ser votada em sessão extraordinária, ainda sem data definida. Para a criação dos distritos turísticos, o governo do Estado vai considerar áreas territoriais que tenham relevância paisagística, natural, arquitetônica, histórica, cultural ou étnica; complexos de lazer ou parques temáticos; praias; e potencial para o desenvolvimento do turismo nacional ou internacional.

Ampliação econômica

O Projeto de Lei 723/2020, enviado pelo Executivo, visa ampliação econômica ligada ao turismo; o desenvolvimento da economia local, com geração de emprego e renda; o fortalecimento da competitividade do turismo de São Paulo; e a melhoria de infraestruturas por meio de investimentos públicos e privados.

Regiões bem visitadas

Segundo o Anuário Estatístico de Turismo 2020, desenvolvido pela Coordenação-Geral de Dados e Informações do Ministério do Turismo, o Estado de São Paulo é o que mais recebeu turistas internacionais no Brasil. Cerca de 2,3 milhões de pessoas vindas do exterior visitaram o Estado em 2019.

Serra Azul e ecoturismo

Se aprovado, o texto possibilitará a criação do distrito da região do Serra Azul, que reúne os municípios de Itupeva, Jundiaí, Louveira e Vinhedo. Com cerca de 10 milhões de visitantes ao ano, a região de Itupeva abriga os parques Hopi Hari, Wet n' Wild e os shoppings Outlet Premium e Serra Azul. "A região de Itupeva já é um distrito de fato, mas ainda não tem uma organização nesse sentido”, afirma o secretário Vinicius Lummertz . “É preciso ordenar para permitir que os empreendimentos venham. Teremos aqui um polo mundial de turismo na prática”. E antecipa: “Temos outras regiões de grande potencial, como o Vale do Ribeira, por sua vocação para o ecoturismo".

Mais dinheiro

O governo estadual anunciou a assinatura de convênios com 140 Municípios de Interesse Turístico (MITs) no valor de R$ 50,4 milhões. Os recursos serão utilizados para obras e melhorias de infraestrutura das cidades.

Investimento em Osasco

A rede varejista Magazine Luiza vai instalar em Osasco sua central de operações na Região Metropolitana de São Paulo. A estrutura ficará no Complexo Sanca Galpões, próximo ao RodoAnel. Segundo o prefeito Rogério Lins, serão criados 2 mil empregos no conjunto. (Diário da Região, Rede APJ).

Ler matéria completa