Bauru e grande região

 
José Milagre

Novo Golpe do FGTS Emergencial já atingiu 100 mil

18/10/2020 - 05h00

Bandidos estão aplicando golpes digitais e roubando valores do FGTS emergencial. Muitas pessoas que tentaram fazer o saque do FGTS de até R$ 1.045 descobriram que o dinheiro já havia sido sacado.

Como funciona o golpe?

Usando o CPF e o nome dos trabalhadores, dados facilmente encontrados na Internet ou roubados, golpistas se cadastram no aplicativo Caixa Tem, informando um e-mail falso e subtraem o dinheiro. Graças à falha do aplicativo em confirmar a integridade e identidade de quem está solicitando, os bandidos fazem a festa.

Outros golpes...

Além disso, links têm circulando nos comunicadores, como no WhatsApp, e vêm induzindo pessoas a clicarem e acessarem sites e aplicativos falsos que roubam os dados dos correntistas. Todo o cuidado é pouco!

O que fazer?

1 - Cuidado com dados fracos na Internet. Pesquise sempre por dados seus como CPF, nome, data de nascimento e CEP, pois com estes dados é possível solicitar o FGTS emergencial. Se encontrar algo publicado, requeira imediatamente a exclusão.

2 - A Caixa poderia implementar um sistema de autenticação e validação, como o número do PIS, ultima empresa de trabalho do colaborador - ela é responsável pela integridade dos dados, sobretudo nos termos da Lei 13.709/2018 e caso tenha sido vítima, faça o contato urgente com o banco, guardando as provas.

3 - Para verificar o uso indevido do seu CPF, é possível acessar o Caixa Tem e pesquisar/recuperar senha; se o e-mail que aparecer for suspeito é um indício; ou mesmo, caso seu benefício já tenha sido solicitado, a fraude está caracterizada.

4 - Comunique a Caixa pelos canais oficiais para contestar o pagamento indevido e se for o caso, registre a ocorrência.

5 - É possível quebrar o sigilo do e-mail usado para descobrir os fraudadores, com base no art. 15 do Marco Civil da Internet.

Como se proteger?

Do mesmo modo, é muito importante, de forma preventiva:

1 - Não clicar me links recebidos por SMS e WhatsApp sobre o tema;

2 - Utilizar sempre os aplicativos oficiais da Caixa (Caixa Tem), avaliando os repositórios antes de baixar;

3 - Usar navegadores e softwares atualizados para solicitar ou remeter dados

Golpe do Pré-cadastro do PIX

A nova modalidade de transação bancária digital, o PIX, embora só esteja disponível em 16 novembro, já tem milhares de usuários aderindo e gerando as chaves. No entanto, mesmo sem estar ativo, inúmeras pessoas já usam a buzz para aplicar golpes, induzindo pessoas a acessarem páginas e aplicativos falsos para roubo de dados pessoais. O segredo é não clicar em links desconhecidos e principalmente, só usar as plataformas oficiais para geração das chaves do Pix

Ler matéria completa