Bauru e grande região

Kleber Santos

Vacine sua empresa contra o coronavírus

por Kleber Santos

22/03/2020 - 07h47

Historicamente, as pandemias globais e outras crises da saúde prejudicam a economia, pelo menos no curto prazo. Com o novo coronavírus assombrando o mundo não é diferente.

Ao sentirem o aperto financeiro causado pelos efeitos da COVID19, uma das primeiras ações de muitas empresas é cortar os investimentos em marketing. Esse, no entanto, é um erro fatal, e pode matar seu negócio.

Que tal, em vez disso, transformar o limão numa limonada, ou quem sabe em uma caipirinha?

É o que empresas experientes estão fazendo utilizando algumas “vacinas”.

EXEMPLO DA CHINA

Na China, no auge da pandemia do coronavírus, a Mercedez Benz transferiu sua oferta do showroom físico para o mundo digital. Criou uma campanha que permitia aos clientes visualizar na própria casa, em 360 graus, os detalhes do veículo SUV GLB, fazendo, inclusive, suas reservas no pré-lançamento. Com o fechamento das academias, a Nike postou vídeos de exercícios no aplicativo TikTok, substituindo pesos por garrafas de água, o que, além de auxiliar os clientes a ficar em forma, manteve a marca junto com eles, mesmo na quarentena.

ALCOOL GEL E ALIMENTAÇÃO

Tudo isso ganha ainda mais força se você ajudar fazendo o bem, como a AMBEV, que está produzindo 500 mil unidades em gel para distribuir aos hospitais públicos. Em Bauru, o restaurante La Terrasse Café & Bistrô fechou temporariamente para o público, mas anunciou que vai continuar preparando 150 refeições por dia para alimentar gratuitamente as pessoas em situação de vulnerabilidade. Mesmo não sendo um beneficio direto para os clientes do restaurante é uma louvável demonstração de empatia e responsabilidade social. Apenas mandar e-mail para informar que a empresa está adotando medidas internas para a segurança de todos e que está esperando o cliente para novas compras é visto como uma mera autopromoção oportunista.

MAIS CONTATO NA QUARENTENA

Pesquisas de mercado detectaram que na quarentena chinesa o tempo gasto assistindo a vídeos de produtos para a pele aumentou 300%. Isso indica que, mesmo se de imediato acontece a queda no consumo, o contato do consumidor com a marca e com o produto é ampliado por meio da propaganda.

Em resumo: vivemos um período de grande aumento no consumo de mídia, por isso procure manter-se em evidência de forma profissional e ofereça valor aos seus clientes. Só assim você vai obter a lealdade e, quando a pandemia passar e eles retomarem a regularidade nas compras, provavelmente vão se lembrar e comprar da sua empresa.

Se você precisa de ajuda para revisar sua estratégia de marketing em resposta à crise do coronavírus, a orientação profissional é o caminho mais indicado, mas não deixe de agir rápido.

Pense nisso!

Ler matéria completa