Bauru e grande região

Reflexão e Fé

Fuja do jugo desigual

Hugo Evandro Silveira Pastor Titular - Igreja Batista do Estoril. E-mail: [email protected]

por Hugo Evandro Silveira - Igreja Batista do Estoril

08/09/2019 - 06h00

"Não vos coloqueis em jugo desigual com os incrédulos; porquanto que sociedade pode haver entre a justiça e a iniquidade? Ou que comunhão da luz com as trevas?" (II Co 6.14)

Jugo é uma peça feita de madeira que é utilizada para unir dois bois para que andem no mesmo compasso enquanto puxam um arado ou uma carroça, é também chamada de canga ou junta de bois. Uma junta de bois conduzida em "jugo desigual" com um boi mais forte ou mais alto que o outro faz com que a condução se mova irregularmente. Quando os bois estão sob jugo desigual eles não conseguem caminhar unidos em harmonia; naturalmente se torna uma caminhada em desacordo.

É disso que está tratando a orientação do apóstolo cristão chamado Paulo à igreja de Corinto quanto as relações da vida. O apóstolo desencorajou os cristãos de firmarem alianças com os não cristãos, porque os que creem e os que não creem são opostos no modo de pensar; não há comunhão na forma de conduzir as relações da vida, ao ponto do apóstolo indagar - "que acordo pode ter o fiel a Deus com o infiel? O crente com o incrédulo? Luz e trevas?" - A tentativa de alinhar a peregrinação do cristão com um não-cristão, seja em qual área for, só acabará resultando em uma relação dissonante justamente por terem cosmovisões opostas. Observemos: No caso de uma união caracterizada em jugo desigual, para que essa relação funcione minimamente, uma das partes terá de abandonar em algum momento seu centro de convicção moral, seus valores mais íntimos, seus princípios sociais e espirituais, tendo que avançar em concordância ao pensamento do outro; logo, conceitos e crenças que deveriam ser inegociáveis terão de ser deixados para trás, o que surtirá em uma sensação de perda, desconforto, irritabilidade, desarmonia, sacrifício unilateral.

Jugo desigual pode ser encontrado em relações de negócios, afinal esse princípio não se prende apenas ao vínculo do matrimônio mas a toda forma de aliança que tem a pretensão de ser contínua e estável. Todavia, a união mais próxima que uma pessoa pode ter de outra é o casamento. No casamento o plano de Deus é para que um "homem e uma mulher se tornem uma só carne" (Gênesis 2:24) - é uma relação tão íntima que o casal se torna um só, após julgarem que o outro é "gente boa" e que possuem concordância nos princípios, na ética e unicidade na cosmovisão e, que assim prospectem harmonia e paz no convívio do bem, na confissão da mesma fé, sob a manifestação incontestável do amor. Sem esse nível de unidade será duvidosa uma perene e pacífica relação entre os opostos, o que contribuirá para uma convivência difícil e desgastante, tornando uma prisão emocional intolerável para as partes.

Especificamente quanto a união matrimonial, historicamente, os cristãos em geral, acreditavam que o bom casamento só poderia ser realizado entres parceiros da mesma fé; que o ideal seria o matrimônio entre homens e mulheres participantes da igreja, assim como o apóstolo orienta. Essa ideia, parte do pressuposto de que supostamente, não exista jugo desigual entre membros da mesma eclesiologia, afinal todos são "críveis" nas mesmas "doutrinas". A princípio, razoavelmente esse raciocínio é pertinente - porem, é bom lembrar, que nem todos os que estão dentro da igreja vivem a coerência dos valores cristãos, com isso é bem possível ocorrer relacionamentos caracterizados em jugo desigual dentro da própria igreja. Tanto, que muitas admoestações apostólicas visava o "incrédulo" que justamente se dizia "cristão" por apenas conviver dentro do ambiente eclesiástico. Portanto, o jugo desigual muito mais do que uma filiação religiosa fala de união em um só espírito, de um modo de ser, de vida vivida na mesma cosmovisão. Com isso vemos que nas palavras do apóstolo dirigida aos coríntios temos um ensino duradouro, eficaz e que pode ser útil a qualquer contexto da vida, afinal não é aconselhável estabelecer sociedade entre pessoas com interesses e valores opostos; com sabedoria, fuja disso.

IGREJA BATISTA DO ESTORIL

57 anos atuando Soli Deo Glória

Ler matéria completa