Bauru

Reflexão e Fé

Afeganistão

Hugo Evandro Silveira Pastor Sênior - Igreja Batista do Estoril. E-mail: [email protected]

22/08/2021 - 05h00

Nessa semana o mundo encontrou-se perplexo com a escalada de violência protagonizada pelos terroristas do Talibã sobre um Afeganistão fora de controle. O Talibã é um grupo terrorista islâmico fundamentalista. Na língua pashtun, Talibã طالبان significa estudante. Em 1994, ex-guerrilheiros pashtuns, o maior grupo étnico do Afeganistão, que participaram da expulsão de forças soviéticas com o apoio dos EUA e do Paquistão, se organizaram na década de 1990 como um grupo baseado na Sharia, lei islâmica. Foi esse regime que deu abrigo a Osama Bin Laden e aos terroristas do Al Qaeda. Nos últimos dias a rapidez com que o Talibã dominou os territórios no Afeganistão, após a retirada dos EUA e OTAN, surpreendeu o mundo. Militantes do Talibã prometem impor a Sharia no Afeganistão, sistema jurídico do Islã, que inclui o apedrejamento de mulheres por desobediência. A tirania é tamanha que afegãs prometem tirar a própria vida ao invés de se entregarem aos terroristas. No regime Talibã, mulheres são impedidas de saírem de casa sem a companhia de um homem, além de proibidas de estudar e trabalhar. A Chadri, Burca que cobre o corpo inteiro da mulher, é obrigatória. O Talibã sonha o dia em que a Sharia seja imposta em todo o mundo.

A agonia de uma população desesperada fez com que milhares de pessoas se dirigissem ao aeroporto de Cabul, capital do Afeganistão, a fim de tentar fugir do Talibã. As cenas no aeroporto são chocantes. Um vídeo circulou nas redes sociais mostrando duas pessoas caindo de um avião militar norte-americano que acabava de decolar do aeroporto de Cabul, na última segunda-feira, após a tomada da cidade. Militares americanos afirmaram ter descoberto restos humanos no trem de pouso de um de seus aviões que partiu do aeroporto de Cabul. A agência de notícias Reuter cita que cinco pessoas foram mortas no tumulto do último domingo. O presidente fugiu do país e o palácio presidencial foi tomado pelos fundamentalistas terroristas. Os voos comerciais foram cancelados. Em meio a essa tragédia humanitária, para piorar, o Taleban ordenou a paralisação da vacinação contra o covid-19. Organizações como a OMS e a Cruz Vermelha foram banidas das áreas dominadas pelos insurgentes. Há relatos de que o Talibã tem perseguido impiedosamente jornalistas e cristãos. Membro da família de um jornalista alemão foi brutalmente assassinado na última sexta. Quando descobertos, cristãos são violentamente alvejados. O Talibã tem batido de porta em porta, retirando pessoas do transporte público e identificando-as como cristãs através da existência de aplicativos de Bíblia nos celulares e executando-os a queima roupa. Nesse momento é extremamente perigoso um afegão ter algum contato com um cristão.

Mas as crianças afegãs juntamente com as mulheres são as que mais sofrem nesse conflito maligno. Incrivelmente tem sido contada histórias de homens afegãos, que ao fugirem dos talibãs, deixaram para trás suas mulheres e crianças. Isso é inacreditável, porque a última coisa que um homem digno faz é abandonar a família, mulher e filhos. Mais incrível ainda é não ver nenhuma nota de repúdio pelo movimento feminista. Cadê o grupo feminista organizado? Enquanto as mulheres do Afeganistão gritam de desespero, há um profundo silêncio. Silêncio das feministas. Silêncios dos pseudos defensores dos oprimidos. A grande verdade que sempre enfatizamos é que ninguém valorizou mais as mulheres do que Jesus. Num tempo onde as mulheres eram tratadas como coisas, nosso Senhor as viu com dignidade, decência e graça.

Por fim, que Deus tenha misericórdia do Afeganistão que se encontra sob densa escuridão. Que Deus tenha misericórdia do Haiti que sofreu dois terremotos em menos de 24h. Ainda lembramos da Grécia, Turquia e Israel que estão sob incêndios terríveis em suas florestas. Que Deus tenha misericórdia de um Brasil sob as sombras da ditadura. Todos os que sofrem, são pessoas que nem conhecemos, contudo, cada rosto desconhecido é um ser humano como eu e você, com sonhos, medos, crenças e sentimentos. Jesus fala em seu evangelho do caos que se encontrará o mundo quando Ele voltar. Não sabemos com precisão quando Jesus cumprirá a sua promessa, mas os dias atuais se parecem muito com os que antecedem o juízo final anunciado por Jesus. O mundo está desabando. Jesus está voltando! Acorde, apegue a sua vida a Jesus. Jesus é amor, mas Ele saberá ser o justo juiz sobre esse mundo incrédulo de maldade. Aguarde!!!! Por enquanto - "Lembrem-se dos presos, como se estivessem em cadeias com eles, dos que sofrem maus-tratos, como se vocês mesmos fosses os maltratados" Hebreus 13.3.

IGREJA BATISTA DO ESTORIL

59 anos atuando Soli Deo Glória

Ler matéria completa

×