Bauru e grande região

Reinaldo Cafeo

Os desafios da economia

27/10/2019 - 06h00

Passada a Reforma da Previdência, agora é hora de avançar nas demais reformas. Uma delas, desafiadora, é a Reforma Tributária. Esta reforma, necessária, envolve muitos atores. O sistema tributário brasileiro é tão complexo, que não será tarefa fácil. Cada ente federativo tem autonomia para tributar, e uma mexida qualquer, por exemplo, na simplificação, já altera como todo o sistema. Mas precisa ser enfrentada.

Outras reformas

Além da Reforma Tributária é preciso levar em frente à Reforma Administrativa. Tornar o Estado mais leve e com mais produtividade. Rever as carreiras no setor público, a estabilidade funcional e os patamares de remuneração e benefícios. Outro ponto importante é desindexar e desvincular as receitas orçamentárias, retirando a verdadeira armadilha que força gastar quase noventa centavos para cada real arrecadado. E ainda levar em frente o pacto federativo, melhorando a alocação de recursos nos estados e municípios.

Sustentação da economia em jogo

O ajuste fiscal, as demais reformas, investimentos em infraestrutura, o Estado mais produtivo, são pré-condições para sustentar o crescimento da economia. O Brasil precisa parar de praticar o voo da galinha, ou seja, um sobe e desce que atrasa nosso desenvolvimento, e voltar a crescer, mesmo que menos, mas de maneira consistente.

De olho na Previdência Privada

Com a mexida na Previdência Social, pública, muita gente está de olho na Previdência Privada. Afinal com ela funciona? Existem dois tipos: a fechada, oferecida pela empresa apenas aos seus funcionários; e a aberta, disponível para qualquer pessoa.

PGBL e VGBL

Há dois planos básicos oferecidos no mercado. O Plano Gerador de Benefício Livre (PGBL) e o Vida Gerador de Benefício Livre (VGBL). O PGBL é indicado para quem precisa reduzir o imposto de renda a pagar. É possível anualmente reduzir até 12% da renda tributável. Ele é indicado para quem faz declaração no modelo completo. Já o VGBL não tem dedução do imposto de renda, sendo que o investidor pagará o imposto somente sobre o ganho de capital. Indicado para quem faz declaração no modelo simplificado.

De olho nos detalhes

Nos planos de Previdência fique de olho nos detalhes: modelo do plano, rentabilidade histórica, os valores de carregamento (taxas cobradas quando você deposita no fundo), taxa administrativa, se irá receber de forma vitalícia ou até determinada idade, entre outros.

Planejar é preciso

Desculpe a insistência, mas não deixe de planejar sua vida financeira. Não leve embolado o orçamento do lar. Tenha domínio sobre a entrada e destino de seu dinheiro. Democratize as informações com sua família. Trace metas e comemore quando atingi-las. Tenha sempre um plano alternativo em caso de mudanças no rumo das coisas.

Mude já, mude para melhor!

Vibre com as pequenas conquistas. Seja otimista e quando tiver um copo pela metade, aposte em seu lado cheio. Pessoas positivas são mais felizes e mais produtivas. Mude já, mude para melhor!

Ler matéria completa