Bauru e grande região

 
Reinaldo Cafeo

IGP-M continua pressionado

22/11/2020 - 05h00

Os preços das commodities voltaram a pressionar a inflação medida pelo IGP-M, que é calculada pela Fundação Getúlio Vargas. A segunda prévia de novembro apontou para alta de 3,05% se comparado a idêntico período do mês anterior.

IPA: 3,98%

Com peso de 60% no IGP-M o Índice de Preços ao Produtor (preços no atacado) subiu 3,98% no período. Esta alta foi influenciada pelo comportamento dos preços das matérias-primas ( 5,22%), entre elas o milho em grão, algodão em caroço e café em grão.

IPC e INCC

Os demais grupos que compõem o IGP-M são IPC - Índice de Preços ao Consumidor (peso de 30%) e o INCC - Índice Nacional de Custo da Construção. O IPC desacelerou ficando em 0,51% neste último levantamento diante de alta de 0,71% no mês anterior. E com peso de 10% no total do IGP-M o INCC subiu 1,38% diante de alta anterior de 1,50%. Os dados foram coletados entre os dias 21 do mês passado e o dia 10 deste mês. Fiquemos de olho no dado oficial que será divulgado nesta semana.

A pobreza no Brasil

Em meu artigo desta semana aqui no JC, trouxe os dados mais recentes (2019) da pobreza e concentração de renda no Brasil. Trago novamente a reflexão sobre o que o IBGE apurou. Temos 6,5% da população brasileira vivendo na extrema pobreza, isto é, sobrevivem com menos de 1,9 dólar (aproximadamente R$ 10,00) por dia. Em números absolutos em 2019 eram 13,6 milhões de brasileiros nesta condição. O número melhorou se comparado ao ano anterior (2018). Não obstante esta melhora, sem dúvida ainda é muito elevado. O resultado melhor em 2019 foi fruto de um mercado de trabalho mais ativo tanto na geração de empregos formais, como nos informais e no trabalho formal por conta própria.

Índice de Gini

Houve queda do índice de Gini (alusão ao matemático italiano, Conrado Gini que criou a metodologia), que mede concentração e desconcentração de renda. O índice vai de zero a 1. Quanto mais perto de 1, mais concentrada a renda. Quanto mais próximo de zero, menos concentrada a renda. Em 2019 o índice de Gini foi de 0,543 e no anterior 0,545. O menor nível da série histórica foi verificado em 2015 quando atingiu 0,524.

Imperativo equacionar o problema

Se o resultado final de qualquer política pública é melhorar a qualidade de vida da população, é imperativo criar condições de enfrentamento da pobreza no Brasil. Sem bravatas, sem questões ideológicas, sem populismo, mas com ações que promovam a dignidade do cidadão, podemos avançar. O crescimento econômico sustentado é o primeiro passo para gerar emprego e renda, aliviando a necessidade de políticas de transferência de renda. Passou da hora de indicar caminhos nesta direção.

PIX no ar

E aí, já cadastrou sua chave para utilizar o PIX para efetuar transferências e pagamentos? O recurso está no ar desde segunda passada e veio para facilitar a vida das pessoas. Criar a chave é fácil e tudo aponta para custo zero nas transações, apesar de o Banco Central deixar livre aos bancos a cobrança de tarifa. Não perca mais tempo e use o PIX. Eu já fiz pagamentos e transferências e foi muito fácil e realmente ágil.

Faltam 8 dias para a primeira parcela do décimo terceiro

Está contando os dias? Pois é, faltam 8 dias para que a primeira parcela do décimo terceiro salário seja depositada na conta dos trabalhadores da iniciativa privada. Como você viu na semana passada aqui na coluna esta parcela é maior do que a outra parcela que deverá ser paga até 20 de dezembro, pois tanto o desconto da previdência, como do imposto de renda (quando tiver a incidência) recairão sobre a segunda parcela. Seja racional no uso deste dinheiro extra.

Mude já, mude para melhor!

Respeite a biografia das pessoas para que todos possam respeitar a sua biografia. Sempre é tempo para mudar. Mude já, mude para melhor!

Ler matéria completa