Bauru e grande região

 
Reinaldo Cafeo

PIB cresce 7,7% no 3º. trimestre

06/12/2020 - 05h00

Agora é oficial: o Produto Interno Bruto (PIB), que mede a geração de riqueza no território nacional, cresceu 7,7% no 3º trimestre deste ano em comparação ao trimestre anterior. Vale destacar que o IBC-Br, que é calculado pelo Banco Central, considerado prévia do PIB atingiu 9,47% no mesmo período analisado. Como houve um tombo de 9,6% no segundo trimestre deste ano, o resultado positivo de 7,7% sequer repõe a perda verificada. O mercado tinha expectativa de um crescimento na ordem de 8,8%. Comparando o 3º trimestre deste ano com idêntico período de 2019 temos queda de 3,9%. A boa notícia é que é confirmada a saída do País da recessão econômica.

Desempenho por setor de atividade

Por setor, ótica da oferta, o PIB teve o seguinte desempenho: setor primário (-) 0,5%; setor secundário ( ) 14,8% e o setor terciário ( ) 6,3%. Já na ótica da demanda, que atinge o mesmo resultado da oferta, os números são: consumo das famílias ( ) 7,6%; gastos do governo ( ) 3,5%; investimentos ( ) 11%; exportações (-) 2,1% e importações (-) 9,6%. Mesmo com alta de 7,6% no consumo das famílias o nível ainda é inferior ao patamar de consumo antes da pandemia. O grande motor do crescimento, os investimentos, mesmo tendo subido 11% no trimestre ainda acumula queda de 5,5% no ano. Como resultado do trimestre o tombo da economia brasileiro no ano de 2020 deve ficar entre (-) 5,0% e (-) 4,5%.

Índices de Inflação em alta

Institutos renomados pesquisam preços e cada qual utiliza sua metodologia. A inflação oficial, o IPCA, é calculado pelo órgão governamental o IBGE. Do IBGE vem também o INPC. Já a FGV divulga o IGP. A Fipe o IPC. Estes são alguns exemplos. Independentemente da metodologia o que todos indicam? Alta nos preços.

As metodologias

O Índice Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), tem como população-objetivo famílias com rendimentos entre 1 a 40 salários mínimos, residentes nas áreas urbanas nas regiões metropolitanas de todo os estados brasileiros. A coleta de preços é realizada entre os dias 01 a 30 do mês de referência. O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), da Fipe, apura a evolução dos preços na cidade de São Paulo levando em conta o custo de vida para as famílias com renda familiar entre 1 e 10 salários-mínimos. Já a FGV calcula o Índice Geral de Preços (IGP), nas versões IGP-10, IGP-M e IGP-DI. A diferença dos três índices é o período de coleta dos preços: o IGP-10 a coleta de preços é entre o dia 11 de um mês e o dia 10 do mês seguinte. O IGP-M entre os dias 21 de um mês e dia 20 do outro mês. Enquanto o IGP-DI tem preços coletados entre os dias 1 e 30 de cada mês. A composição do IGP (para todos) é a seguinte: 60% de peso no IPA (índice de Preços ao Produtor Amplo); 30% no Índice de Preços ao Consumidor (IPC) e 10% no Índice Nacional do Custo da Construção (INCC).

O que dizem os números?

A inflação oficial (IPCA) acumula em 12 meses (até outubro) 3,92%. O IPC da Fipe acumula 5,79% em 12 meses (até novembro). Já o IGP-M (dado mais recente dos IGPs) acumula 24,52% em 12 meses (até novembro). Observem que devido as diferentes metodologias os resultados são diferentes, mas como apontado acima, o que há de comum entre eles: estão em alta.

O risco da indexação

A indexação é alterar os preços de bens e serviços com base em índices. No Brasil, é permitido reajustar anualmente uma série de contratos deixando as partes escolherem qual indexador utilizar. Os aluguéis, por exemplo, normalmente têm o IGP-M como indexador. Inflação em alta agora pode de alguma maneira contaminar os preços no futuro e já apontar uma elevação de preços somente pela inércia. Aplicou o reajuste considerando a inflação passada já joga esta inflação para o futuro. Cerca de 40% dos preços considerados para apurar a inflação são indexados. Controlar a inflação, mais uma missão para a equipe econômica em 2021.

Mude já, mude para melhor!

Exercitar sua capacidade de realizar; focar no que é essencial e trabalhar para que os resultados sejam alcançados; ter empatia; desenvolver habilidades ligadas a liderança; ser humilde reconhecendo suas limitações; elogiar seus colegas de trabalho e acima de tudo perseverar sempre. Atributos necessários para que o sucesso venha! Sempre é tempo para mudar. Mude já, mude para melhor!

Ler matéria completa