Bauru

Reinaldo Cafeo

Lei autoriza BC a aceitar depósitos voluntários dos bancos

18/07/2021 - 05h00

Foi sancionada lei que autoriza o Banco Central brasileiro a acolher depósitos voluntários à vista ou a prazo de instituições financeiras. Os bancos atualmente são obrigados a fazer depósitos compulsórios, ou seja, reter no Banco Central uma parte do dinheiro, obrigatoriamente. A partir de agora, em vez de os bancos comprarem títulos públicos para financiar o governo, poderão realizar depósitos voluntários que serão remunerados pelo Banco Central, evitando o aumento do endividamento público. Inovações no mercado.

Mais concorrência nos aplicativos de delivery

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou na última semana, sem restrições, uma parceria (joint venture) entre as empresas do setor de alimentação como Outback, Bob´s, Rei do Mate e Giraffas, para criar e operar uma plataforma de delivery. O pedido foi preventivo, para evitar futuros problemas concorrenciais. A ferramenta desenvolvida pelas empresas tem o nome de Quiq e permitirá organizar em um só lugar todos os pedidos de delivery ou retirada no local (take Away), reduzindo custos. Com isso está aberta concorrência com a gigantes do setor, como Ifood, Rappi e Uber Eats. Vamos ver na prática se os benefícios chegam ao consumidor final.

PIB Chinês

A economia chinesa cresceu menos do que o mercado projetava no segundo trimestre deste ano na comparação com o trimestre anterior. A expansão do Produto Interno Bruto foi de 7,9% no período, diante de uma expectativa do mercado de 8,1%. Vale lembrar que no primeiro trimestre apresentou excelente desempenho: 18,3%. No segundo trimestre as vendas no varejo e a produção industrial cresceram mais lentamente no mês junho, puxando para baixo o desempenho apurado.

Inflação e PIB mais altos

A XP refez as contas e melhorou suas projeções para o crescimento da economia brasileira: 5,5% neste ano. A previsão anterior para o PIB era de 5,2% para 2021. Para o ano que vem a previsão é de crescimento de 2,3%. Vacinação e aceleração dos serviços são os principais motivos. Por outro lado, projeta inflação mais alta neste ano. Agora a XP indica inflação de 6,6%, bem acima do limite máximo da meta fixada pelo Banco Central que é de 5,25%. Para o ano que vem foi mantida a previsão de 3,6%.

Tarifa de energia: alta de mais de 100% desde 2013

Em oito anos o preço da tarifa de energia residencial no Brasil cresceu 100,6%. O valor passou de R$ 300 MWh para R$ 602 MWh agora. A crise hídrica e subsídios para a expansão de novas fontes de energia sustentável, são apontados como os motivos desta alta. Também a Medida Provisória 579 de 2012 (governo Dilma) é considerada desastrosa para o custo de energia (para reduzir o custo energia foi permitido a prorrogação das concessões por 30 anos - com contrapartidas que não puderam ser honradas, descontrolando o setor, forçando as empresas a comprarem energia no mercado livre, com valor mais caro).

Lição de casa

Diante de um cenário maligno dos preços dos produtos e serviços o consumidor tem de fazer a lição de casa. Como aumentar a renda está difícil, só resta economizar. Elimine gastos com bens supérfluos e substitua parte do consumo dos bens normais, introduzindo o consumo de bens inferiores. Isso pode ser transitório e necessário.

Tipos de bens

Os bens supérfluos são aqueles que vivemos mesmo que não os consumamos. Os bens normais são aqueles de nossa preferência. Os bens inferiores são aqueles que não estão entre os preferidos. Exemplificando: uma camisa de grife é supérflua, uma carne vermelha pode ser considerada um bem normal, e uma carne de frango, inferior. Claro que isso depende da preferência dos consumidores.

Mude já, mude para melhor!

Não acredite na teoria da conspiração. Os fracos lançam mão deste expediente quando se desesperam e querem se proteger. Mude já, mude para melhor!

Ler matéria completa