Bauru e grande região

23/08/2019 - 06h00

Coleta

O vereador Coronel Meira (PSB) defende uma ampliação da discussão sobre a coleta seletiva, após a própria Emdurb reconhecer que o serviço vem ocorrendo com problemas e que reduzirá de seis para três as equipes. Na avaliação dele, chegou o momento de a prefeitura envolver as cooperativas de material reciclável na coleta, algo defendido pelas próprias cooperativas de Bauru.

Relações

A Câmara Municipal está discutindo o projeto de lei do novo organograma, na Comissão de Justiça, e uma das críticas de vereadores é a falta de conexão entre as pastas e cargos. O prefeito Clodoaldo Gazzetta (PSD) afirma que, caso aprovado, será criado um fluxograma para definir as relações entre cada setor, o que será feito internamente na prefeitura.

'Moeda'

Para alguns parlamentares, é mais fácil aprovar o empréstimo de mais de R$ 45 milhões do que o novo organograma. O risco deste último ser usado como 'moeda de troca', contudo, não preocupa a prefeitura. Na Câmara, já há disputa, com a oposição prometendo endurecer e parte dos aliados defendendo a aprovação. Alguns vereadores entendem que há relação direta entre os projetos, uma vez que a criação das subprefeituras, para funcionar, dependerá da compra de máquinas, o que está previsto no empréstimo.

Semma

A previsão do prefeito é definir até segunda-feira (26) o novo secretário de Meio Ambiente. Por enquanto, a servidora Keila Venturelli responde interinamente. Foram feitos convites ao diretor aposentado do Zoo, Luiz Pires, e ao ex-prefeito de Pederneiras, Daniel Camargo, mas ambos recusaram. Camargo optou em permanecer como assessor do deputado federal Rodrigo Agostinho (PSB).

Fundo

O presidente da Câmara, vereador José Roberto Segalla (DEM), esteve nesta semana com o secretário de Negócios Jurídicos, Antônio Carlos Garms, apresentando a sugestão de criação do Fundo Municipal para Atendimento das Pessoas com Deficiência (FMAPD). A proposta é a captação de recursos e o repasse a programas direcionados a pessoas com deficiência.

Abuso

Nesta quinta-feira (22), ocorreram protestos de juízes contra o projeto de lei do abuso de autoridade, que foi aprovado na semana passada pela Câmara dos Deputados. Os dois parlamentares da região de Bauru, Capitão Augusto (PL) e Rodrigo Agostinho (PSB), seguiram a orientação de seus partidos e votaram a favor. Augusto, contudo, fez restrições ao artigo sobre o uso de algemas.

 

Ler matéria completa