Bauru e grande região

25/08/2019 - 06h00

Empréstimo

Bauru precisa de obras. E não são poucas. Mas também precisa manter suas contas em equilíbrio, pois vivemos em uma situação-limite há muito tempo. Aliás, neste aspecto o atual governo tem se comportado muito bem. Por isso o pedido de empréstimo de quase R$ 50 milhões que o prefeito Clodoaldo Gazzetta quer fazer precisa ser discutido à exaustão com a sociedade. É o que o JC propõe nesta edição (pág. 4).

Devedores

Houve um tempo, há alguns anos, em que parte da receita municipal era confiscada para pagamento de dívidas, porque estávamos inadimplentes. Tempo sombrio. Agora, somos 'apenas' devedores, mas se somarmos os débitos da Cohab como sendo da prefeitura, que é a acionista majoritária, a dívida municipal passa de R$ 800 milhões.

reta final

E há um outro aspecto muito importante a ser considerado, bem lembrado pelo presidente da Acib, Reinaldo Cafeo, na matéria da página 4: estamos na reta final do atual governo. O que suscita duas questões: uma de ordem econômica e outra eleitoral. Pensando-se apenas por este viés, não é um bom período para se contrair uma dívida desse porte.

Tudo dominado

Há fortes rumores de que grande parte dos vereadores estaria animadinha com o possível empréstimo, porque poderia se servir dele na forma de indicações de obras em seus redutos eleitorais. Se isso for verdade, é mais uma aberração em nossa vida pública, porque vereador não tem que pensar na próxima eleição e sim em fazer um trabalho digno pela cidade.

Denúncias

A sessão da Câmara Municipal tem em primeira discussão, nesta segunda-feira, projeto de lei dos vereadores Roger Barude (Cidadania) e Yasmim Nascimento (PSC) para que lojas e repartições públicas coloquem placas com aviso do número do Disque Denúncia da Violência Contra a Mulher, o 180.

Respostas

Outro projeto em primeira discussão, do vereador José Roberto Segalla (DEM), é para dar prazo de 30 dias para que a prefeitura responda a indicações e requerimentos dos parlamentares. Uma emenda do líder do governo, vereador Markinho Souza (PP), possibilita a prorrogação do prazo por igual período.

Museu

Ainda na votação, projeto da Mesa Diretora para criar a medalha, colar e faixa de mérito do Museu Militar de Bauru. Já em segunda discussão, projeto de cessão de uma área a empresa, e em votação única uma medalha de Custos Vigilat e três Moções de Aplauso.

Ler matéria completa