Bauru e grande região

27/11/2019 - 06h00

Sobre prazos

O vereador Coronel Meira (PSB) já avisou que pedirá informações ao Senado sobre o valor máximo que Bauru pode comprometer em dívidas tendo a União como fiadora. Com isso, o projeto de lei de autorização do financiamento poderá ficar por mais 90 dias na Comissão de Justiça. Este é o prazo previsto no Regimento Interno quando há pedido de informação.

Pauta travada

Para alguns vereadores, o Regimento favorece a vontade da minoria, permitindo que um parlamentar consiga controlar o andamento dos projetos nas comissões. Há quem defenda a revisão do Regimento. Enquanto isso não ocorre, os vereadores próximos ao governo terão de convencer a oposição a liberar as propostas por livre e espontânea vontade, se quiserem ter os projetos em pauta nas votações do plenário.

Mãos Atadas

Diante da situação, os vereadores da base do prefeito Clodoaldo Gazzetta (PSD) consideram que estão praticamente de mãos atadas para dar andamento ao projeto do financiamento de R$ 46,6 milhões. A disputa aberta entre Gazzetta e Meira ganhou força na internet e na última sessão da Câmara, e está retratada na charge desta edição.

Patriota

O Patriota realizou no último fim de semana, em Bauru, o 1º Encontro da Liderança Feminina do partido no Estado. O presidente do Patriota em São Paulo, Ovasco Resende, esteve presente. Na oportunidade, a presidente municipal Suéllen Rosim foi oficializada como pré-candidata a prefeita, informa o vice-presidente da legenda, Marcelo Afonso.

Os Verdes

Já o PV também fez reunião no fim de semana e, de acordo com o presidente municipal, vereador Natalino da Silva, convidou Josué Moreira Lopes, ex-gerente regional do INSS, para concorrer a prefeito no ano que vem. Moreira vai analisar o convite de filiação. Assim como o Patriota, o partido busca ainda formar chapa para a disputa na Câmara.

Sem liminar

O Tribunal de Justiça de São Paulo negou pedido de liminar do advogado Eduardo Borgo na ação popular que tenta suspender o pagamento do precatório da floresta urbana, de R$ 34 milhões. O TJ ainda julgará a ação e Borgo informa que, em caso de derrota, levará a situação até o Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Danos morais

O vereador Markinho Souza (PP) e o secretário de Cultura, Rick Ferreira, vão processar um servidor da prefeitura que publicou o que consideram ofensa contra os dois, na internet. O caso ainda foi para a Corregedoria Municipal.

Ler matéria completa