Bauru e grande região

09/02/2020 - 06h00

CEIs na pauta

A sessão da Câmara Municipal desta segunda-feira (10) terá a discussão do pedido de duas Comissões Especiais de Inquérito (CEI). Uma para a Cohab e outra para a Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Vargem Limpa. Os pedidos já contam com o mínimo de assinaturas e devem ser votados em plenário.

Assinados

No caso da CEI da Cohab, os 17 vereadores assinaram. Inicialmente, José Roberto Segalla (DEM) e Natalino da Silva (PV) propuseram textos distintos, e na terça-feira passada os pedidos foram unificados. No mesmo dia, 14 parlamentares assinaram. Depois, Carlão do Gás (MDB), Serginho Brum (PSD) e Carlinhos do PS (PV) também aderiram.

há Receios

Já a CEI da ETE, proposta de Edvaldo Minhano (Cidadania), tem 15 assinaturas - somente Carlinhos do PS (PV) e Pastor Luiz Barbosa (PRB) não constam entre os signatários. Na semana passada, o prefeito Clodoaldo Gazzetta conversou com os parlamentares, na tentativa de evitar a comissão, com o entendimento do governo é a de que uma CEI coloca em risco a verba federal.

Contraponto

O vereador Markinho Souza (PP) tenta ajudar o prefeito e distribuiu vídeo com a fala do procurador Pedro Machado alertando a respeito do assunto. Já os vereadores que defendem a CEI consideram que não é uma apuração da Casa de Leis que retardará a construção.

Informal

A propósito, Markinho vem sendo o 'líder informal' do governo, enquanto alguém não é oficializado. Gazzetta ainda tem a esperança de que o pepista fique na função, mas o parlamentar considera difícil, pois tem dedicado bastante tempo à sua empresa. Pastor Luiz foi convidado, mas seu partido, o PRB, é contra. A definição da liderança, portanto, ainda está longe de sair.

Passou

O presidente da Câmara, José Roberto Segalla (DEM), publicou como lei o projeto de Chiara Ranieri que cria o programa 'Parada Segura'. Aprovada em 2019, a proposta não havia sido sancionada ou vetada pelo prefeito. Neste caso, a Casa publica como lei, pelo decurso do prazo. Outros projetos de autoria de vereadores aguardam pelo veto ou sanção do prefeito.

pt discute

As duas alas que disputaram em 2019 a eleição para o comando do PT em Bauru estão discutindo uma possível composição para pacificar o processo e permitr ao partido disputar a eleiçlão deste ano possivelmente com candidato a prefeito. Mas ainda não há acordo. Leia na tribuna do leitor ao lado e na página 4.

Ler matéria completa