Bauru e grande região

 

22/05/2020 - 06h00

Abertura

A Associação Comercial e Industrial de Bauru (Acib) declarou apoio ao projeto de lei da vereadora Chiara Ranieri (DEM) para reabertura do comércio, aproveitando o Plano Estratégico do Sincomércio. Além das duas entidades, CDL, Sindbru, Sindicon, Sindicato dos Hotéis, Bares e Restaurantes e a Associação dos Revendedores de Combustíveis apoiam a proposta.

Discussão

O projeto de Chiara recebeu emendas, parte da própria autora, e outras de Coronel Meira (PSL) e Manoel Losila (MDB). Hoje, seria realizada uma reunião entre Câmara e prefeitura para debater o assunto, mas foi cancelada. O projeto está na Comissão de Justiça, com o vereador Natalino da Silva (PV) como relator.

R$ 41 milhões

Com redução drástica na arrecadação desde o mês passado, a prefeitura fará pelo menos R$ 41 milhões em cortes, em várias áreas. A Secretaria de Finanças de Bauru vai definir onde contingenciará as despesas. Leia mais na página 4.

Caminhando

A decisão de ontem do BTC e da Luso de abrirem suas portas para caminhadas dos sócios, observadas as regras sanitárias, é mais um passo na direção da flexibilização de outras atividades, como as das igrejas e templos, conforme o próprio prefeito Gazzetta admite. Também os salões de beleza, barbeiros e academias, se bem que aqui há um problema local de alinhamento a decretos estadual e federal.

Economia

A compra dos dez novos caminhões de lixo pela Semma deve aliviar as contas da Emdurb. Ontem, a empresa municipal recebeu os veículos, através de permissão. O presidente da Emdurb, Elizeu Eclair, afirma que já assinou a rescisão dos contratos de locação de caminhões, o que gerava um custo de R$ 180 mil por mês, chegando algumas vezes a R$ 200 mil mensais.

Antigos

Os novos caminhões devem começar a rodar, no máximo, a partir de segunda-feira. Eclair destaca que, dos 17 veículos antigos, 12 em melhor condição vão seguir em funcionamento e outros cinco devem ser devolvidos para a prefeitura, e possivelmente leiloados depois.

Cemitérios

Eclair também assinou nesta semana o contrato da Emdurb com a Audimec, por R$ 12 mil, que terá até dois meses para fazer a auditoria das contas dos cemitérios entre 2017 e 2019. Conforme o JC revelou, a empresa municipal concluiu sindicância que apurou fraudes. Já o Jurídico da Emdurb analisa pedido de alteração no decreto que regulamenta os cemitérios. Dois processos administrativos disciplinares foram abertos.

 

Ler matéria completa